[Disney] Comunicado de imprensa em português sobre o Investor Day 2020

 




A Companhia anuncia meta de mais 100 novos títulos por ano para o Disney+ e divulga vasto leque de conteúdos incríveis da Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic.
 

Star será lançada em mercados internacionais selecionados em fevereiro de 2021 como uma parte totalmente integrada da Disney+, com seu bloco de marca próprio e uma ampla gama de entretenimento geral dos renomados estúdios de televisão e cinema que dobrarão o catálogo de conteúdo.


Star+, serviço de streaming independente, será lançado na América Latina em junho de 2021, apresentando tanto conteúdo de entretenimento geral como esportes ao vivo.

 

BURBANK, Califórnia. (10 de dezembro de 2020) -- The Walt Disney Company revelou hoje os próximos ambiciosos passos em sua expansão global em seu Investor Day 2020, com novos detalhes sobre o futuro dos seus serviços direto ao consumidor Disney+, Hulu e ESPN+, um primeiro olhar em sua próxima marca internacional de conteúdo de entretenimento geral, Star, e prévias de uma lista excepcional de conteúdo totalmente novo.

 

Bob Chapek, CEO da The Walt Disney Company, e Bob Iger, Presidente Executivo e Presidente do Conselho, conduziram o evento virtual, o qual incluiu apresentações dos líderes das equipes de distribuição e conteúdo da empresa, juntamente com atualizações financeiras de Christine McCarthy, Vice-presidente Executiva sênior e Diretora Financeira, e Lowell Singer, Vice-presidente sênior de Relações com Investidores.

 

“O tremendo sucesso que alcançados em nosso exclusivo portfólio de serviços de streaming, com mais de 137 milhões de assinaturas ao redor do mundo, reforçou nossa confiança em nossa aceleração em direção a um modelo de negócios que prioriza o DTC”, disse o Sr. Chapek. “Com nossas incríveis equipes criativas e nossa coleção cada vez maior de entretenimento de marca de alta qualidade que os consumidores desejam, nós acreditamos que estamos incrivelmente bem posicionados para atingir nossos objetivos a longo prazo”.
 

 

Durante a apresentação do Investor Day, a companhia anunciou que, a partir de 2 de dezembro, seu portfólio de serviços direto ao consumidor ultrapassou um total de 137 milhões de assinaturas globais pagas, incluindo 11,5 milhões de assinantes do ESPN+, 38,8 milhões de assinantes do Hulu e o impressionante número de 86,8 milhões de assinantes do Disney+ desde seu lançamento em Novembro de 2019. Depois de superar as expectativas, The Walt Disney Company compartilhou a diretriz de que agora espera que seus serviços de streaming atinjam 300-350 milhões de assinaturas totais até o ano fiscal de 2024, impulsionando principalmente por um aumento significativo na produção de conteúdo. A Disney+ sozinha pretende lançar mais de 100 títulos por ano.

 

A partir de 26 de março de 2021, o Disney+ terá o preços nos EUA de US$7,99 por mês ou US$79,99 por ano, enquanto o pacote Disney com Disney+, Hulu e ESPN+ terá o preço de US$13,99 por mês. Um novo acordo com a Comcast também foi anunciado, que trará as experiências Disney+ e ESPN+ para decodificadores Comcast X1 e plataformas no primeiro trimestre de 2021, juntando-se ao Hulu que se tornou disponível nessas plataformas na Primavera de 2020 (Setembro). Além disso, os clientes do Hulu também poderão se inscrever no ESPN+ dentro da interface do usuário do Hulu e acessar a programação de esportes do ESPN+ a partir do início de 2021.

 

 

Star: Uma nova Estrela Internacional no Streaming.

 

Com base no lançamento bem-sucedido do Disney+ Hotstar na Índia e Indonésia, a Disney compartilhou novos detalhes para sua marca de conteúdo de entretenimento geral internacional Star, que será incluída como parte do Disney+ em mercados internacionais selecionados e lançada como um serviço separado na América Latina, como Star+. A marca Star servirá como lar para milhares de horas de programas de televisão e filmes dos estúdios criativos da Disney, incluindo Disney Television Studios, FX, 20th Century Studios, 20th Television, e muito mais, aprimorados pela adição de programação local das regiões onde disponível.

 

Star vai lançar na Europa e em vários outros mercados internacionais em 23 de fevereiro de 2021, como uma parte totalmente integrada do Disney+, com seu bloco de marca próprio e uma nova renomada coleção de entretenimento geral de séries, filmes, documentário e muito mais, que duplicará o catálogo de conteúdo disponível para assinantes Disney+. O Disney+ será atualizado globalmente para oferecer controles parentais aprimorados, permitindo a experiência familiar que os pais esperam, incluindo a capacidade de definir limites de acesso ao conteúdo para perfis específicos com base nas classificações de conteúdo, e a capacidade de adicionar um PIN para bloquear perfis com acesso a conteúdo adulto. Na Europa, o preço do serviço será de €8,99 por mês ou €89,90 por ano, com um ajuste de prelo semelhante nos outros mercados de lançamento do Star, incluindo Austrália, Nova Zelândia e Canadá. O serviço de streaming continuará seu lançamento global, agora com o Star, em novos mercados começando com Singapura em 23 de fevereiro de 2021, seguido pela Europa Oriental, Hong Kong, Japão e Coreia do Sul no final de 2021.

 

Na América Latina, para aproveitar o portfólio regional de eventos esportivos ao vivo, a empresa lançará o Star+ como serviço de streaming independente. Star+ reúne uma coleção de conteúdo Star incomparável, produções originais locais e uma variedade de esportes ao vido da ESPN+, incluindo as principais ligas de futebol, Grand Slam de tênis e muito mais. O Star+ será lançado em junho de 2021 como um serviço independente por ~$7,50 por mês (ou o equivalente local), ou como parte de um pacote com o Disney+ com preço atrativo de ~$9.00 por mês (ou o equivalente local). Para saber mais sobre as ofertar internacionais nesses mercados, consulte o 2020 Investor Day Star Folha de Dados.

 

As Melhores Histórias do Mundo

 

No evento Investor Day, os líderes criativos visionários dos motores de conteúdo de classe mundial da empresa lançaram uma nova fama de conteúdo para alimentar o ecossistema direto ao consumidor da Disney. Nos próximos anos, o Disney+ planeja lançar aproximadamente 10 séries Star Wars, e 10 séries Marvel, bem como 15 séries Disney live action, Disney Animation e Pixar, e também 15 filmes Disney live action, Disney Animation e Pixar — tudo em adição ao conteúdo premium definido para estrear nos cinemas ou em canais lineares antes de chegar ao serviço de streaming. Além disso, foi anunciado que “Raya e o Último Dragão” dos estúdios Walt Disney Animation estará disponível no Disney+ com Acesso Premier na maioria dos mercados Disney+, ao mesmo tempo que é lançado nos cinemas em 5 de março de 2021. Acesso Premier para o título terá o preço de US$29,99. Internacionalmente, muitos dos próximos títulos originais da Disney Television Studios, FX e 20th Century Studios também estrearão no Disney+ como originais Star.

 

“Esta incrível liste de novos conteúdos reflete nosso compromisso contínuo em aproveitar os recursos e a imensa criatividade de nossa empresa para trazer ao público experiências de entretenimento extraordinárias, diferentes de qualquer outra coisa no mercado”, disse o St. Iger.

“Estamos orgulhosos de que a qualidade incomparável da nossa narrativa de nossas marcas icônicas permaneça evidente em todas as plataformas de distribuição, dos cinemas aos serviços direto ao consumidor”.

 

Para saber mais sobre todo o conteúdo apresentado na apresentação de hoje, consulte 2020 Investor Day Dados de Programação.

 

Os destaques das apresentações incluem:

 

Conteúdo do Grupo de Entretenimento Geral

 

Disney Television Studios para Disney+

 

Disney Television Studios compartilhou uma visualização das séries de entretenimento familiar de alto nível em desenvolvimento para Disney+, incluindo projetos inspirados em propriedades da Disney:  A Bela e a Fera (título provisório),” estrelando Luke Evans e Josh Gad com novas músicas compostas por Alan Menken; e “Swiss Family Robinson,” que é uma reimaginação do clássico de Ron Moore e Jon M. Chu. O estúdio também está desenvolvendo “Percy Jackson e os Olimpianos” baseado na série de livros best-seller de Rick Riordan publicados pela Disney Publishing Worldwide.

 

Disney Television Studios está atualmente produzindo quatro séries live action com estreia programada para 2021 no Disney+: “The Mighty Ducks: Game Changers,” “Big Shot,” “The Mysterious Benedict Society,” e “Turner & Hooch.”

 

Conteúdo National Geographic

 

National Geographic revelou sua ambiciosa programação para o Disney+ incluindo títulos de alto perfil “Limitless With Chris Hemsworth”, Welcome to Earth (título provisório)” com Will Smith, e uma quarta temporada da série antológica ganhadora do Emmy “Genius,” que apresentará o perfil de Martin Luther King, Jr.

 

O estúdio também anunciou o novo filme documentário “Cousteau”, que estreará nos cinemas antes de chegar ao Disney+ junto com a nova série de documentários “Secrets of the Whales,” “A Real Bug’s Life” e “America The Beautiful.”

 

Conteúdo para Hulu e Star

 

As Kardashian Jenner vão criar um novo conteúdo global sob um acordo de vários anos, para transmitir exclusivamente no Hulu nos EUA e internacionalmente no Star, com estreia esperada para o final de 2021. Também estrando no Hulu e Star no próximo ano estão as séries premium “Only Murders in the Building”, “The Dropout,” e “Dopesick.”

 

Em 2021, a lista de originais FX, que inclui “The Old Man”, “American Horror Stories,” “Platform”, “Reservation Dogs” e “Y: The Last Man” estarão disponíveis no Hulu nos EUA e no Star em diversos mercados internacionais.

 

Hulu

 

A premiada série dramática de sucesso do Hulu “The Handmaid’s Tale” (O Conto da Aia) foi renovada para uma quinta temporada antes da estreia de sua quarta temporada e “Nine Perfect Strangers,” estrelada e produzida por Nicole Kidman juntamente com David E. Kelley, estreará no próximo ano.

 

FX

 

Além do Hulu nos EUA, a marca de conteúdo premium FX trará sua biblioteca de conteúdo premiado e novos originais exclusivos para o Star ao redor do mundo. FX encomendou quatro temporadas adicionais de “It’s Always Sunny in Philadelphia” para o canal linear, FX no Hulu e Star, quebrando o recorde de sitcom live action mais longa da história da televisão. O grupo anunciou que está desenvolvendo a primeira adaptação de série do clássico “Alien” e está em negociações avançadas para a encomenda de duas temporadas de “The Stones”, uma série dramática sobre a maior e mais duradoura banda de rock ‘n’roll, The Rolling Stones. FX também embarcará em uma de suas séries mais arrebatadoras, sofisticadas e adultas da amada saga épica de James Clavell, “Shōgun”, ambientada no Japão Feudal.

 

 

Conteúdo Walt Disney Studios

 

Lucasfilm

 

Lucasfilm anunciou um número impressionante de emocinantes séries Disney+ e novos filmes destinados a expandir a galáxia de Star Wars como nunca for a antes. Entre os projetos para o Disney+ estão “Obi-Wan Kenobiestrelando Ewan McGregor com Hayden Christensen retornando como Darth Vader, e duas séries ambientadas na era do Mandaloriano de Jon Favreau e Dave Filoni: “Rangers of the New Republic” e “Ahsoka”, uma série com a personagem favorita dos fãs Ahsoka Tano.

 

Novos títulos adicionais para o Disney+ incluem “Andor”, “Star Wars: The Bad Batch”, “Star Wars: Visions”, “Lando”, “The Acolyte” e “A Droid Story.” O estúdio também está revisitando “Willow” em uma nova série com Warwick Davis retornando no papel-título.

 

O próximo longa-metragem da franquia Star Wars, com lançamento em dezembro de 2023, será “Rogue Squadron,” que será dirigido por Patty Jenkins da franquia “Mulher-Maravilha”. A próxima parte da franquia “Indiana Jones” dirigido por James Mangold, um longa-metragem Star Wars do roteirista/diretor Taika Waititi e “Children of Blood & Bone”, baseado no romance best-seller de Tomi Adeyemi do New York Times, completam a lista de longas.

 

Produções Walt Disney Studios Motion Pictures

 

Para o Disney+, o estúdio revelou uma lista estrelar de filmes originais e confirmou que produzirá “Abracadabra 2,” reboots de “Três Homens e um Bebê” com Zac Efron e “Doze é Demais com Kenya Barris e Gabrielle Union, e um novo filme “Mudança de Hábito” estrelando Whoopi Goldberg, que também será produtora com Tyler Perry.

 

Outros projetos Disney+ revelados incluem “Chip ‘N Dale: Rescue Rangers,” um híbrido de animação e live action estrelando John Mulaney e Andy Samberg; “Pinocchio,” dirigido por Robert Zemeckis e estrelando Tom Hanks; “Peter Pan & Wendy”, estrelando Jude Law como o Capitão Gancho e Yara Shahidi como a Tinker Bell; e “Disenchanted” com Amy Adams retornando como Giselle. Novos filmes biográficos live action programados para o serviço incluem: “Greek Freak,” sobre a estrela da NBA Giannis Antetokounmpo, bem como projetos sobre Keanon Lowe e Chris Paul. O grupo também está desenvolvendo novas interpretações animadas dos títulos favoritos da 20th Century Studios “Diário de Um Banana””; “The Ice Age Adventures of Buck Wild”, estrelando Simon Pegg; e “Uma Noite no Museu”.

 

O estúdio também fez uma prévia de sua lista de filmes, incluindo “Jungle Cruise”; “Cruella”; um prequel de “O Rei Leão” e “A Pequena Sereia”.

 

Walt Disney Animation Studios

 

Walt Disney Animation Studios fez vários anúncios hoje, destacando o próximo longa-metragem “Encanto”, que inclui novas canções do vencedor do Emmy®, GRAMMY® e do Tony Award® Lin-Manuel Miranda e está programado para os cinemas em novembro de 2021. O estúdio também revelou que “Raya e o último Dragão” vai estrear simultaneamente no Disney+ Acesso Premier e nos cinemas em março de 2021.

 

Marcando a primeira série animada produzida pela WDAS, o estúdio revelou várias novas séries para Disney+ incluindo “Baymax”, “Zootopia+”, “Tiana” e “Moana, The Series”, bem como “Iwájú””, o qual será produzido em colaboração com a empresa pan-africana de entretenimento em quadrinhos Kugali.

 

Pixar Animation Studios

 

A Pixar Animation Studios revelou sua próxima lista de séries e longas-metragens originais para o Disney+. Entre os títulos estão a primeira longa série de animação “Win or Lose”, que estreará exclusivamente no Disney+ no segundo semestre de 2023, e dois filmes inéditos programados para os cinemas em 2022 do diretor vencedor do Oscar® Domee Shi “Turning Red” e “Lightyear”, a história da origem do herói que inspirou o brinquedo. Chris Evans dará a voz ao herói na sua jornada para se tornar o mais famoso guarda espacial. Programado para os cinemas no meio de 2021 está o filme “Luca.”

 

Detalhes adicionais foram compartilhados sobre as novas séries para o Disney+, incluindo “Inside Pixar”, “Pixar Popcorn”, “Dug Days” e “Carros,” bem como do próximo longa-metragem “Soul” e curta “Burrow” — ambos estreando no Disney+ no dia 25 de dezembro de 2020. 

 

Marvel Studios

 

Marvel Studios compartilhou planos de expansão e o futuro do Universo Cinematográfico Marvel, revelando detalhes sobre os próximos conteúdos tanto para o Disney+ e para os cinemas. Entre as dezenas de projetos futuros, foram reveladas três novas séries para o Disney+, incluindo o estrelado por Samuel L. Jackson, “Secret Invasion”, “Ironheart” com Dominique Thorne como um genial inventor, e “Armor Wars”, estrelando Don Cheadle como James Rhodes, mais conhecido como Máquina de Combate que enfrenta os piores medos de Tony Stark.

 

Estes vão se unir à robusta lista de títulos Disney+ do estúdio, incluindo “WandaVision”, “The Falcon and The Winter Soldier”, e “Loki”; a série animada “What If…?”; “Ms. Marvel”; “Hawkeye”, com Hailee Steinfeld se juntando a Jeremy Renner na série; “She-Hulk,” estrelando Tatiana Maslany no papel-título ao lado de Mark Ruffalo e Tim Roth; “Moon Knight”; “Gaurdiões da Galaxia Especial de Natal”; e uma série de curtas originais, “I Am Groot”, com a mais amada e preferida árvore bebê.

 

Em uma lista de novos longas-metragens revelados estão “Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania”, o terceiro filme da franquia “Homem-Formiga”, e “Quarteto Fantástico”,que apresenta a família mais icônica da Marvel. Os próximos longas da Marvel incluem “Viúva Negra”, Shang Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, “Eternos”, “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”, “Thor: Amor e Trovão”, “Pantera Negra 2”, “Blade,” “Capitã Marvel 2,” e “Guardiões da Galaxia Vol. 3.”

 

Conteúdo ESPN e Esportes

 

ESPN anunciou um novo contrato de 10 anos com Southeastern Conference (SEC), expandindo sua parceria e adicionando o pacote de TV mais assistido do futebol americano universitário, começando com a temporada de 2021. O acordo também trará jogos selecionados da SEC para a ESPN+, começando com a temporada de futebol americano de 2021 e indo até o fim do contrato.

 

ESPN+, que agora atinge mais de 11.5 milhões de assinantes nos EUA, também lançará várias novas séries originais e programas de estúdio nos próximos meses. “Peyton’s Places”, a série indicada ao Emmy que atualmente está na sua segunda temporada no ESPN+, retornará para uma terceira temporada (Temporada 2021) e expandirá para outros esportes – com alguns dos nomes mais envolventes do esporte liderando suas próprias versões de séries, incluindo Abby Wambach (futebol), Ronda Rousey (esportes de combate), David Ortiz (basebol) e o irmão do Peyton, Eli Manning (futebol americano universitário). ESPN+ também vai lançar “Stephen A’s World,” um programa novo e original apresentando os insights e opiniões da personalidade única do Stephen A. Smith em janeiro. “Man in the Arena: Tom Brady”, a aguardada série de documentários em nove partes que chega à ESPN+, é construída em torno dos relatos nunca antes vistos e de primeira mão de Tom Brady, falando sobre a jornada para cada um de seus nove Super Bowls. E mais, uma versão recém-imaginada do SportsNation retornará nas manhãs dos dias da semana, começando em janeiro, exclusivamente no ESPN+.

 

 

Sobre The Walt Disney Company

A The Walt Disney Company, juntamente com suas subsidiárias e afiliadas, é uma empresa internacional diversificada e líder de mídia e entretenimento familiar que inclui Parques, Experiencias e Produtos; Mídia & Distribuição de Entretenimento; e três grupos de conteúdo – Estúdios, Entretenimento Geral e Esportes – focados no desenvolvimento e produção de conteúdo para DTC, plataformas teatrais e lineares. Disney é uma empresa Dow 30 e teve receitas anuais de US$65,4 bilhões no seu ano fiscal de 2020.

 

 

Declarações Prospectivas:

 

Certas declarações e informações neste comunicado podem constituir “declarações prospectivas” de acordo com o significado da Lei de Reforma de Litígios de Títulos Privados de 1995, incluindo expectativas sobre assinantes ou assinaturas; declarações sobre o futuro de nossas ofertas (incluindo nossas ofertas diretas ao consumidor), incluindo conteúdo, datas e tempo de lançamento, disponibilidade, preço e outras expectativas e planos em relação aos nossos produtos; e outras declarações que não são fatos históricos. Estas declarações são feitas com base nas opiniões e suposições da administração sobre eventos futuros e desempenho de negócios no momento em que as declarações são feitas. Nós não temos qualquer obrigação e nós expressamente nos isentamos de qualquer obrigação de atualizar, alterar ou revisar quaisquer declarações prospectivas, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou de outra forma. Você é advertido a não depositar confiança indevida nessas declarações prospectivas, que se reportam apenas na data deste documento. Essas declarações prospectivas estão sujeitas a riscos e incertezas, e os resultados reais podem diferir materialmente daqueles discutidos ou implícitos nas declarações prospectivas. Tais diferenças podem resultar de ações tomadas pela Empresa, incluindo reestruturação ou iniciativas estratégicas (incluindo investimentos de capital ou aquisições ou alienações de ativos), de risco de execução em tecnologia, promoção de serviços ou desenvolvimento criativo, bem como de desenvolvimentos fora do controle da Empresa, incluindo:

  • mudanças adicionais nas condições econômicas domésticas e globais e nas condições competitivas;
  • preocupações com a saúde;
  • preferências do consumidor; disposição de pagar por um conjunto crescente de serviços diretos ao consumidor; e desempenho dos mercados em que atuamos, incluindo o ecossistema de televisão paga;
  • regulamentação governamental, incluindo conteúdo estrangeiro revisado e regulamentações de propriedade;
  • infraestrutura de banda larga de baixa qualidade em certos mercados;
  • desenvolvimentos internacionais, políticos ou militares;
  • desenvolvimentos tecnológicos;
  • mercados e atividades de trabalho; e
  • condições climáticas adversas ou desastres naturais;

 

cada um desses riscos inclui os impactos atuais e futuros do, e é amplificado pelo, COVID-19 e esforços de mitigação relacionados.

 

Tais desenvolvimentos podem afetar ainda mais os negócios de entretenimento, viagens e lazer em geral e podem, entre outras coisas, afetar (ou afetar ainda mais, conforme aplicável):

  • demanda por nossos produtos e serviços;
  • desempenho de nossas plataformas de tecnologia direta ao consumidor;
  • desempenho de lançamentos teatrais e originais direto ao consumidor da Empresa;
  • o mercado publicitário de programação e serviços de entretenimento;
  • despesas com benefícios médicos e de pensão;
  • despesa de imposto de renda; e
  • desempenho ou operações de alguns ou todos os negócios da empresa, diretamente ou por meio de seu impacto sobre aqueles que distribuem nossos produtos.

 

Fatores adicionais são estabelecidos no Relatório Anual da Empresa no Formulário 10-K para o ano encerrado em 3 de outubro de 2020 sob o Item 1A, "Fatores de Risco", Item 7, "Discussão e Análise da Administração", Item 1, "Negócios" e relatórios subsequentes.

 

 

My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes