Por Trás do Som: Tal Mãe Tal Filho [Especial Dia das Mães]



Hey, desconectados! Eu sou Taú e hoje venho apresentar para vocês uma homenagem  para o dia das mães falando sobre elas que nos fizeram carne e unha literalmente e nos deram discernimento e aprendizado para a vida. Aqui, sobre artistas tão inspiradoras que fizeram seus filhos seguirem a carreira musical como elas. Esse é o Por Trás do Som: "Tal Mãe Tal Filho". Boa Leitura e feliz dia das mães! 








Fafá de Belém e Mariana Belém 


Fafá começou em 1973, aos 19 anos em peças e teatros musicais mas foi depois de dois anos que ingressou na sua carreira musical, seu primeiro hit chamado: 'Filho da Bahia' rendeu bastante sucesso à ela e fez parte da trilha sonora da novela 'Gabriela'. E assim, se jogando em vários trabalhos musicais e ligados à atuação também como peças e novelas, Fafá hoje tem uma carreira consolidada no Brasil e é uma das artistas que mais vendeu músicas em Portugal. Rainha, né? E passando o bastão para sua filha Mariana que começou de um jeito completamente diferente da mãe, apesar de ter começado com a mesma idade da mãe, aos 19 anos, Mariana só começou a cantar após ficar descontente com a sua faculdade. logo depois foi estudar música e o canto lírico e entrou em algumas bandas para, em 2003 seguir com sua carreira solo, fez músicas que lhe deram reconhecimento e covers de grandes artistas em programas com renome, fez teatros musicais assim como a mãe, mas hoje segue como blogueira no blog 'Mamãe de Primeira Viagem'.



Valesca Popozuda e Mc Pablinho





A diva que todos querem copiar, Valesca iniciou sua carreira em com 22 anos em 2000, quando estava começando a bombar o funk carioca. Em 2007 lançou umas de suas músicas de maior sucesso "Late que eu tô passando" e "Agora eu sou Solteira". Valesca continuou com o grupo até 2012, onde largou e se dedicou a sua carreira solo que lhe rendeu frutos ótimos como "Beijinho no Ombro", "Eu sou a diva que você quer copiar", entre outras várias. Valesca sempre se pôs a frente de seu tempo e cantava letras que antes eram cantadas apenas por homens no funk. Seu filho, o cantor MC Pablinho vem para suceder a mãe no funk. O cantor estreou em 2017 abrindo o show de ninguém menos que o Kevinho. E em 2018 lançou sua primeira música e segue lançando músicas e conseguindo visibilidade em sua carreira que diferencia-se à da mãe por trabalhar com a kondzilla que é uma empresa conhecida por fazer funks paulistas e mais leves enquanto sua mãe ficou conhecida pelo proibidão.



Zizi Possi e Luiza Possi





Em 2001 Luiza Possi ficou conhecida por ter cantado no 'Programa do Jô' com sua mãe, ela tinha 17 anos e de um certo modo começou ali pertinho da idade de sua mãe, a partir desta apresentação surgiram convites para Luiza assinar com gravadoras e gravar músicas. No mesmo ano lançou seu primeiro disco que já trouxe bastante sucesso e a deu lugar na trilha sonora da novela "Mulheres Apaixonadas" da Rede Globo.
Zizi Possi já começou na música nos primeiros choros, pois aos 5 anos já estudava piano, com 17 anos se muda para a Bahia com o seu irmão e tentou guiar sua carreira por muitos caminhos, após alguns anos seu irmão se mudou para Nova Iorque e a deixou cuidando de si no Brasil. Foi aí que a compositora decidiu tomar um rumo e em 1978, grava seu primeiro disco "Flor do Mal". E a partir daí sua carreira só seguiu crescendo e crescendo até que ganhou todo este renome que tem e merece muito.

É importante dizer que Luiza já fez um dueto com sua mãe. A música: "Mãe e Filha" que é muito linda e vale a pena ouvir. Além da turnê que essas grandes artistas fizeram juntas em 2019. Essas sim são companheiras! 



Elis Regina e Maria Rita




A rainha do MPB Elis Regina iniciou sua carreira aos 13 anos, em 1958 cantando em rádios locais onde foi descoberta por produtores. Elis ficou conhecida por suas apresentações em programas de rádio e TV na época de ditadura militar, onde a sua arte e seus gostos prevaleciam acima de qualquer coisa. Elis ganhou prêmios muito importantes como o troféu imprensa e foi uma das responsáveis a popularizar a MPB no Brasil. Simplesmente lendária. Elis faleceu em 1982 por overdose. 

Maria Rita também começou a cantar aos 13 anos cantando como backing vocal na banda do irmão em  mas foi só com 24 anos, em 2002 que a cantora decidiu cantar profissionalmente. Em 2003 lançou seu primeiro disco "Maria Rita" que conta com a icônica música tema da novela "Senhora do Destino". A partir daí Maria Rita foi sendo cada vez mais reconhecida no mercado fonográfico, tanto que já coleciona prêmios importantíssimos como o Grammy latino.



Gina Garcia e Gloria Groove





As divas GG tem muito em comum, A dona Gina Garcia sempre demonstrou aptidão para a música. Seus avós já eram músicos, desde os 6 anos já mostrava talento ao cantar nas reuniões de família e concursos de escola, já aos 11 cantava nos corais, aos 15 começou a estudar piano clássico, estudou canto lírico e se embasou tanto na sua carreira antes de começar profissionalmente. Quando, aos 27 anos surgiu o primeiro convite profissional. Também foi convidada para viajar ao Japão e fez uma turnê lá por 6 meses e em 1993 começou a atuar como Backing vocal de artistas como Raça Negra, Sandro & Gustavo, Gloria Gaynor, Les Paul Roque e muitos outros que se eu ficar aqui falando da carreira dessa maravilhosa eu não paro hoje. E seu filho, Daniel já seguiu os passos de trabalhar muito desde cedo. Aos 7 anos, Daniel Garcia participou da nova formação do Balão Mágico e se apresentou em diversos estados e programas de televisão.  Em 2006, se apresentou no Programa Raul Gil no Quadro Jovens Talentos. Quando mais velho, em 2016 começou sua carreira na música, dessa vez como Gloria Groove, a drag queen, do qual nem irei me aprofundar muito aqui pois já temos uma biografia dela perfeita e você pode ler clicando aqui. Hoje Gloria é uma das maiores drag queens e artistas do Brasil e já revelou que seu nome provém de sua mãe por ser GG e ela querer ser GG também. 

Falando nisso, Gloria e Gina lançaram uma música linda demais em homenagem ao dia das mães e eu acredito que seja uma ótima forma de encerrar essa matéria. 
O nome da música é Incondicional e com certeza vai te tocar incondicionalmente.





Texto: Taú
Compositor, escritor e técnico de negócios

Instagram: @tauoficial_

ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS







My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes