[Crítica Musical] Track-by-Track: 'Eu Feat. Você' de Melim


Hey, Desconexão Leitura! Sejam bem vindos a mais uma crítica faixa por faixa do novo disco da banda Melim: “Eu Feat. Você”, devo adiantar que está muito legal pois com eles tudo fica tão leve, né? Boa leitura a todos!







Melim inicia o disco com uma faixa dançante que faz correlação entre o mor e o meio musical, constatando que os dois juntos são tão bons juntos que é um hit. A sonoridade é bem dnçante como já dito acima, me lembrou músicas do Ed Sheeran como “Shape Of You” pela batidinha, além de uma vibe cigana onde todos batem palmas e traz ânimo pra canção. O clipe é uma aventura dos três pela natureza: cavernas, morros e praias. Achei bem condizente o clipe com a música que é muito verão e good vibes.


“Relax” fala sobre agir com positividade com a pessoa amada, esquecer as vibes ruins e focar no bom e produtivo. A sonoridade contém os elementos parecidos com os da faixa anterior, porém com o som do Reggae mais aflorado e isto se dá por conta do Rael que é a participação especial da faixa e devo dizer que agregou muito. Gabi que não aparecia tanto na faixa anterior, aqui se mostra melhor enquanto os meninos predominantemente dividem a voz no backing vocal. O clipe foi gravado em Los Angeles e mostra alguns pontos turísticos de lá, mostrando também como gravaram a música em estúdio. Gostei muito da edição do vídeo que, de fato se preocupou em mostrar momentos bons dos três.


A faixa fala sobre alguém que chegou de maneira suscinta e de pouquinho em pouquinho conquistou o coração da pessoa. A sonoridade muda bastante das primeiras faixas, se torna mais lento e carrega com si a presença contínua do piano e do violão como protagonistas, além de Diogo que é também o intérprete desta. Devo rechaçar que a faixa é também um feat. com Lulu Santos, que fez total contraste com a voz aveludada da banda e sua voz áspera.


Uma das faixas mais famosas de Melim também está no álbum. Gelo fala sobre alguém que dá um gelo em outro que só quer essa pessoa bem e está sempre do seu lado. A sonoridade não muda muito de todas as outras músicas do Melim mas me surpreende eles falarem sobre frio e gelo com um instrumental que remete ao verão e calor, é uma mistura que dá muito certo. O clipe se passa em um lugar com bastante neve e um chalé quentinho. A fotografia e a qualidade desse clipe estão ótimas.


“Menina de Rua” fala sobre a paixão por uma menina linda, cheia de encantos e independente. A sonoridade é uma das mais diferentes do CD, com um solinho de guitarra, instrumentos de sopro e bateria muito bem executados. Aqui o protagonismo é também de Diogo que conduz muito bem a canção. Acredito que a linha melódica da música tenha alguns erros de encaixe de tempo, mas de resto, é uma das minhas preferidas do disco. O clipe é mais do que eles já haviam fazendo: cenas da gravação em estúdio, eles em um banco cantando mas neste também mostra um pouco de como Diogo compôs a faixa.


Esta fala sobre ser feliz e se tornar irreconhecível após passar uma barra de tristeza e agora só sustentar a felicidade em seu rosto. Não há muitas mudanças sonoras do que Melim sempre costuma fazer aqui, porém eles utilizaram do milennial looping e aqui finalmente tivemos o protagonismo de Rodrigo Melim que representou com sua voz impecável e divisão com Gabriela. O clipe mostra mais a natureza do que os outros e cenas não mostradas antes da locação. A colocação da luz do sol deu um contraste muito bonito para o clipe também.



A canção fala sobre gostar de uma pessoa, não querer se render ao amor, mas quando para pra observar, já se está rendido. A sonoridade tem uma marcação de piano e guitarra numa sequência de notas, gosto muito também da interpretação de Gabriela nesta canção também. O clipe mostra muito mais do que os outros, os bastidores da faixa, isto é, a gravação em estúdio.


Chegamos na faixa mais Hippie do disco que é a última. Aqui se fala sobre cantar para os males espantar, bradar da vida o belo e iluminar o obscuro. A sonoridade contém um Reggae como o de “Até o Céu” de Anitta Um Reggae mais pop e leve, Além da ilustre participação de Saulo, outro good vibe que manda muito bem. O clipe mostra cenas externas diferentes com grades e muitas rochas.


Considerações Finais:

“Eu Feat. Você” É um disco que aflora a percepção criada pela banda Melim. Em um projeto mais identitário, maduro e com mais liberdade artística o trio se dispõe a não somente redemonstrar o mesmo tipo de música que eles sempre fazem, mas também a se mostrar em outras facetas, tons e melodias. Essa coragem não é para qualquer um e só se encontra nos melhores artistas originais. A sonoridade permeia entre tantas nuances, há músicas que se parecem a mesma, porém há outras em que eles exploraram e buscaram se aprimorar no mínimo detalhe. As composições são lindas, mas algumas melodias creio que não encaixaram com a música. Devo aqui, salientar também que foi muito inteligente da parte deles entreter-nos com um álbum visual que foi gravado em sua grande parte nos moldes da quarentena, sucinto e intimista.







Texto: Taú
Compositor, escritor e técnico de negócios
Instagram: @tauoficial_


My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes