[Música] Novo single/clipe: O amor trans na organização sonora de Linn da Quebrada

Artista lança “Oração (Pense y Dance)” em parceria com selo mexicano


Linn da Quebrada. Foto: Gabriel Renne/Divulgação 
A artista Linn da Quebrada foi convidada pelo selo mexicano Naafi na celebração de seus 10 anos de vida e lançou a música “Oração (Pense y Dance)” em parceria com o produtor uruguaio Lechuga Zafiro. A faixa que também chega com um videoclipe é uma parceria da Naafi com a plataforma mexicana ONDA MUNDIAL. Na canção Linn trata de amor trans e como ponto principal está desejo o feminino, tônica que faz parte de todo o seu trabalho e mostra como ele é transgressor. 
“O amor é uma invenção da heteronormatividade e é uma manutenção desse sistema. Ele não é feito para os nossos corpos. Ele é feito para que o feminino ame e para que o masculino, seja amado. O amor é uma ferramenta de cuidado, de proteção e voltado quase que exclusivamente aos homens, né?  Por isso é tão difícil para a cisheteronormatividade pensar no amor como uma possibilidade para as pessoas trans, que isso já causa em si um desvio da norma. Mesmo que a meu ver seja necessário destruir o amor, já que o amor é essa ferramenta [de uma via só] e ele foi feito para isso, acho muito difícil a gente destruir o amor com as suas próprias ferramentas. Mas acho que é muito importante que a gente possa falar, pensar discutir e descurtir o amor no que for necessário”, explica Linn.
O clipe dirigido por Alberto Bustamante chefe criativo do Naafi mostra um vulcão em erupção e uma metáfora perfeita para o que quer Linn da Quebrada em sua canção: subverter a lógica do amor e mostrar como ele pode ser ressignificado pelos vários corpos, em especial o trans.
Para celebrar os 10 anos de vida, o Naafi vai lançar um EP com artistas convidados em abril em parceria com a ONDA MUNDIAL.
“Tive o prazer e a honra de conhecer [o Naafi], pela primeira vez, no festival Cerimonia dentro da programação do Traición. Foi fantástico! Onde eu conheci pessoas maravilhosas e onde eu pude ampliar as minhas redes. Eu sigo achando muito importante e fundamental nos reconectar e estabelecer essas redes no momento em que estamos isoladas e onde a gente consegue celebrar a partir da música, do encontro das pontes que nós temos construído e que construímos todo esse tempo. [Tudo isso] para trazer alguma cura e alguma desordem nesse momento que já está um caos para nós mesmos. Organizar o caos que está em nossas mentes. Acho que a música simboliza muito bem isso, né? A organização do caos. A organização sonora do caos. E acho que ela pode ser uma grande arma neste momento em que estamos vivendo”, finaliza Linn da Quebrada.
DESORDEN Y PROGRESO
O selo ONDA MUNDIAL segue na divulgação de sua compilação “Desorden y Progreso”. A segunda parte da compilação com os artistas tem os artistas L’Homme StatueSaskiaJLZ e Mari Herzer.
A compilação “Desorden Y Progresso” fez uma seleção de nomes quentes da cena atual eletrônica brasileira feita pelo produtor Béco Dranoff e Lucia Anaya, diretora de A&R da ONDA MUNDIAL. Ela foi dividida em quatro partes sendo a terceira prevista para maio de 2020 e a quarta e última parte para junho de 2020. Nomes como Brisa Flow (MG), Teto Preto (SP), Telefunksoul (BA)DJ Patricktor4 (BA), DJ Tudo (SP) ainda estão por vir, entre outros.
Para ouvir a compilação e baixar: https://backl.ink/129354078

Mais sobre a ONDA MUNDIAL
No começo de agosto de 2019, a plataforma ONDA MUNDIAL lançou a sua primeira residência artística na Cidade do México. O espaço cultural Galera, que fica no coração da cidade no bairro Colonia Doctores, é o local que abriga todas as festas da comunidade. A primeira edição da residência contou com um line-up de artistas de música eletrônica da América Latina. Além das festas, as residências no espaço Galera promovem todo um ecossistema de geração de conteúdo audiovisual, workshops, debates, produção musical, e acima de tudo, novas histórias.
A intenção da ONDA MUNDIAL é transcender o senso de identidade, além dos estereótipos associados a alguns gêneros musicais ou narrativas. Neste encontro de ideais acontece a magia, o choque de conceitos que impulsionam a cultura invencível que parte de uma cidade e se expande pelo mundo. Neste espírito, a ONDA MUNDIAL quebra os parâmetros territoriais e linguísticos para focar numa dos países com as mais diversificadas propostas musicais da América Latina: o Brasil.
“O tamanho massivo, o caos, o fato de os dois países serem fortes referências culturais em todo o mundo. Foi realmente natural desenvolver esse relacionamento, principalmente ao selecionar os artistas e suas intenções, consideramos importante abordar os movimentos reais, não apenas no Brasil, mas em toda a América Latina. A ONDA MUNDIAL fornece aos artistas um canal de expressão para explorar e compartilhar sua criatividade, que projetará suas ideias fornecendo histórias únicas para um novo som e paisagem emergente em nossa cultura. Está tremendo no Brasil, está tremendo no México, Colômbia, Bolívia, Equador, Chile e é porque estamos em um momento de mudanças. Estamos entrando em um novo capítulo de independência e coletividade, em toda parte”, conta Lucia Anaya, diretora de A&R da ONDA MUNDIAL.
Redes Sociais


My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes