[Críticas]: Jexi, Um Celular Sem Filtro




“Jexi, um celular sem filtro”, mostra a relação de Phil (Adam Devine) com o seu celular; o jovem adulto desde a infância é viciado nos aparelhos eletrônicos, além disso, é preferível trocar interações humanas para ficar em casa assistindo programas de televisão e mexendo nas redes sociais. Por um acaso ele precisa trocar o modelo e seu novo sistema tem inteligência artificial.

O roteiro e a direção foram feitos pelos brilhantes Jon Lucas e Scott Moore, estes que trouxeram comédia e leveza na construção do longa metragem ao mesmo tempo que traz uma crítica: até aonde as máquinas controlam a nossa vida? Drama presente na vida de muitos jovens, inclusive, o Brasil é um dos países que passa mais tempo conectado à internet.

Ainda com o pensamento acima, vemos que Jexi (o sistema operacional), tem por “propósito” fazer da vida de Phil ser melhor, mas ao mesmo tempo que faz com que Phil começa a viver, tendo amigos e se envolvendo emocionalmente com alguém, a inteligência artificial torna-se um pesadelo. Além de mostrar que essa realidade está muito próxima de nós.

Adam na maior parte do filme faz as suas cenas sozinho, até que na história há uma construção de um amor romântico, na qual juntando-se o elenco temos a Alexandra Shipp (Cate). A atriz trouxe uma personagem que é o oposto de Phil: desconectada, dando a entender que ela já passou pela situação e que encontra algo no Phil que faz seu coração palpitar.

A fotografia do filme traz cores bastante vivas e vibrantes, fazendo entender que a história se passa nos dias atuais. Além disso, vemos alguns posicionamentos da câmera, que me senti assistindo bastidores de algo. A direção de arte só nos confirma nosso ambiente e o que descrevi até aqui: atual, vidas de jovens adultos e uma cidade grande/moderna.

Concluindo, assim, que o longa-metragem me impressionou, principalmente pela mensagem que traz. É um filme de comédia leve, mas que não podemos assistir com toda a família, afinal, faz jus a sua classificação indicativa com suas piadas de humor duvidoso. Ainda sim, gostei da minha experiência e indicaria o filme para quem não busca grandes reflexões.

Ficha Técnica:

Título: Jexi (Original)
Ano produção: 2019
Dirigido por: Jon Lucas (I), Scott Moore (I)
Estreia: 5 de Março de 2020 ( Brasil )
Duração: 84 minutos
Classificação: 16 anos
Gênero: Comédia
Países de Origem:  Estados Unidos da América
Elenco: Adam DeVine, Alexandra Shipp, Justin Hartley, Michael Peña, Rose Byrne, Charlyne Yi, Ron Funches, Wanda Sykes

Luana Queiroz


My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes