[Teatro/ Exposição]: Espaço Público Não É Privada

ESPAÇO PÚBLICO NÃO É PRIVADA


Projeto de arte integrada de Roberto Souza e Isabella Castro reúne peça teatral e exposição fotográfica no Sergio Porto e intervenções urbanas nas ruas da cidade




Entre 3 de agosto e 2 de setembro, a Galeria Branca do Espaço Cultural Municipal Sergio Porto recebe o projeto de arte integrada “Espaço público não é privada”, que reúne peça de teatro e exposição fotográfica dos artistas Roberto Souza e Isabella Castro. A dupla leva para a cena uma reflexão bem-humorada e poética sobre o uso exacerbado de histórias de amor como motivo principal para a produção artística. Ao longo do processo criativo, o que começou como uma montagem teatral se desdobrou também em registros visuais urbanos. São oito fotografias que trazem um elemento cênico da peça (uma privada de louça) em espaços públicos de várias cidades, interferindo na paisagem cosmopolita. Conectados pelo mesmo impulso criativo, os dois apresentam ainda, uma série de intervenções nas ruas da cidade ao longo da temporada. A exposição tem entrada franca e os ingressos para a peça custam a partir de R$ 10.

No espetáculo teatral, Roberto Souza interpreta suas reais histórias de amor a partir de depoimentos sobre relações afetivas pessoais, dividindo a cena com Isabella Castro, que além de estar à frente da iluminação, cenário e figurino, opera também a técnica às vistas do público. O drama amoroso autobiográfico segue em paz até surgir o alter ego de Roberto, que demanda uma dramaturgia de cunho público para além de sua vida privada. O resultado é a criação de um “dueto teatral” onde Roberto e Isabella, através da arte, partilham amor com a plateia.

Se valendo de sua relação criativa e afetiva com Isabella Castro, que em 2018 se tornou sua parceira na vida e na criação, Roberto Souza monta uma peça que questiona o uso exagerado da vida pessoal na construção teatral. A dupla lança mão de uma cena performática justamente para ressaltar o caráter egocêntrico desse tipo de linguagem. “Ao teatralizar experiências amorosas reais, fazemos a seguinte provocação: será que peças obcecadas pela subjetividade de seus autores não encenam uma representação de mundo individualista?”, questiona Roberto Souza, que também assina a dramaturgia e dirige a montagem.

Na exposição fotográfica, as imagens de Isabella Castro capturam as intervenções urbanas realizadas pela dupla, ao inserir um elemento cenográfico da peça, a dita privada de louça, em espaços públicos em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo com o intuito de (re)significar a paisagem urbana. Esse street ready-made – em referência direta a Duchamp – questiona a função social e política do artista e seu processo de criação. “Um objeto absolutamente caseiro exposto à turbulência das ruas da cidade causa, certamente, uma experiência de descompasso. Alguma coisa está fora da ordem”, provoca Isabella.


SOBRE ROBERTO SOUZA

Desde 1996, Roberto Souza atua profissionalmente no teatro enquanto ator, diretor e músico. Já trabalhou com diretores teatrais como Paulo José, Susana Ribeiro, Alex Cassal, Clara Kutner, Marcos Vinicius Faustini, Luiz Furlanetto, além de ter contracenado com atrizes como Ana Kutner, Natália Lage, Nena Inoue, entre outros. Atualmente participa dos grupos Teatro de Operações e Anti-Cia. de Teatro. Como diretor teatral, seus trabalhos que se destacam são “Repulsa” e “Escandaloso desejo de amar”, de Jô Bilac (2009 e 2010/2011) e “Quase para Sempre”, de Bosco Brasil (2009). Nos últimos anos, trabalhou como ator e músico no espetáculo “Horses Hotel” (2016), assinou a direção musical do projeto Teatro do SAARA (2017) e co-dirigiu “Luanda 75” (2017), última peça do Teatro de Operações. É Mestre em Artes Cênicas pela USP, Bacharel em Direção Teatral pela UNIRIO e formado pelo Curso de Formação de Atores da CAL.

SOBRE ISABELLA CASTRO

Isabella Castro é iluminadora e cenógrafa. Atualmente integra o premiado coletivo Arame Farpado e o projeto Prática de Montação – voltado para pesquisa de memória, identidade, sexualidade e gênero. No teatro já trabalhou com Doris Rollemberg, Jorginho de Carvalho, Adriana Milhomem, Pedro Struchiner, Anderson Ratto, Cecilia Ripoll, Fernando Maatz, entre outros. É Mestranda em Artes Cênicas pela UNIRIO, onde já havia se tornado Bacharel em Cenografia. Nesse período foi pesquisadora de iluminação e cenografia sob as orientações de Lídia Kosovski e Anderson Ratto. É formada em Cinema pela Escola de Audiovisual Cinema Nosso. Cursou Film Studies através do programa de mobilidade acadêmica International Esarmus Mundus PUEDES, na Aristotle University of Thessaloniki (Grécia).


“ESPAÇO PÚBLICO NÃO É PRIVADA”

Local: Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto | Galeria Branca
Endereço: Rua Humaitá 163, entrada pela Rua Visconde Silva. Tel.: 25353846.

PEÇA TEATRAL:
Temporada: de 3 de agosto a 2 de setembro – de sábado a segunda, às 19h.
Duração: 55 min. Classificação etária: 12 anos. Capacidade: 35 lugares.
Ingresso: R$20 (inteira) e R$10 (meia)

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA:

Visitação: de 3 de agosto a 2 de setembro – de quarta a segunda, das 17h às 21h.
De sáb. a seg., haverá um intervalo entre 18h30 e 20h para a apresentação da peça.
Ingresso: gratuito. Classificação etária: livre.

FICHA TÉCNICA DA PEÇA:

Dramaturgia: Roberto Souza (Sonetos de Luis Vaz de Camões)
Direção, atuação e música: Roberto Souza
Cenografia, iluminação, figurinos, coordenação técnica (operação som/luz): Isabella Castro
Técnico de palco e áudio: Wellington Fox
Cenotécnicos: Orlando Carlos e William Azevedo
Trilha sonora: Roberto Souza (Sonata de J. S. Bach)
Vozes femininas (em off): Janaína Russeff, Joana Lerner e Juliana Delgado
Trilha sonora gravada nos estúdios Imperial e La Cueva por: Breno Braga e Seu Cris
Fotos de divulgação: Rodrigo Menezes, Davidson Rocha, Isabella Castro e Kailani.

FICHA TÉCNICA DA EXPOSIÇÃO:

Fotografias: Isabella Castro
Intervenção urbana: Isabella Castro e Roberto Souza
Finalização de imagens: Bruno Ribeiro
Montagem da exposição: Isabella Castro e Pavão

PROJETO DE ARTE INTEGRADA

Identidade visual: Isabella Castro
Produção executiva: Kailani
Assistência de produção: Peter Franco
Direção de produção: Roberto Souza e Isabella Castro
Coordenação de projeto: Fernando Machado
Assessoria de imprensa: Catharina Rocha – Máquina de Escrever Comunicação
Co-working: Casa Sapucaia e Malagueta
Agenciamento: FL Machado
Idealização: Roberto Souza
Realização: Roberto Souza e Isabella Castro


ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS

TWITER: DesconexaoL

INSTAGRAM: DesconexaoLeitura

FACEBOOK: Desconexao Leitura

My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes