[Filmes]: COM CATHERINE DENEUVE, ADEUS À NOITE ESTREIA EM 12 DE SETEMBRO

COM CATHERINE DENEUVE, ADEUS À NOITE ESTREIA EM 12 DE SETEMBRO
Longa dirigido por André Téchiné foi exibido no último Festival de Berlim
adeusanoite

Do premiado diretor André Téchiné (“Minha Estação Preferida”, “As Testemunhas”), que também assina o roteiro ao lado de Léa Mysius, ADEUS À NOITE traz no elenco Catherine Deneuve, Kacey Mottet Klein e Oulaya Amamra num drama familiar. O longa, que foi selecionado para o último Festival de Berlim, chega aos cinemas brasileiros em 12 de setembro, com exibição garantido no circuito Caixa de Pandora, além de outras cidades.

Téchiné conta que a inspiração para o filme partiu de um livro, um compilado de entrevistas com jovens franceses sobre suas escolhas para o futuro. Somado a isso, havia a vontade de ter “o olhar de uma pessoa de minha geração, por isso a presença de Catherine, com essa cumplicidade e desejo de renovação”. E, por fim, abordar a relação da avó com esse jovem ao descobrir que ele desenvolveu um lado aterrorizante na pós-adolescência.

Em ADEUS À NOITE, Deneuve interpreta Muriel, uma senhora que tem uma vida tranquila em seu haras, cuidando da plantação de amêndoas. Quando Alex (Klein), seu neto, chega para passar uns dias com ela antes de mudar-se para o Canadá, sua rotina é transformada. O fato de Muriel morar no campo não é em vão. “Eu queria um cenário mitológico, incorporando o reino animal, com os cavalos e o javali, e o reino vegetal, com as flores que se tornam frutas, da mesma maneira como a política que é absorvida pela religião, assim como uma notícia transformada na ficção do cinema”, comenta o diretor.

Alex está prestes a viajar, mas não para o local que sua família pensa. Ele tem segredos com sua namorada Lila (Amamra), que o acompanhará. Téchiné explica que construiu a partida dessas personagens com ação para mostrar como se planejaram para uma possível fuga. “Eu queria mostrar a preparação: como conseguem o dinheiro, como se reúnem e como poderiam ficar na clandestinidade. Há elementos de ficção criminal com filme de roubo”.

Em seu oitavo filme com Catherine Deneuve, o diretor fala sobre o trabalho com a atriz e a construção da personagem: “talvez neste filme eu a tenha deixado com menos liberdade, espero que ela não tenha sofrido muito”, brinca. “Muriel é sólida em seu trabalho e vulnerável no relacionamento com seu neto. Tinha que ser uma personagem completamente desarmada, desnorteada, mas que continua lutando e lutando para evitar que o pior aconteça”, completa.

SINOPSE
Muriel está emocionada ao ver Alex, seu neto, que veio passar alguns dias na casa dela, antes de ir morar no Canadá. Intrigada com o comportamento do rapaz, Muriel logo descobre que ele está mentindo para ela. A verdade é que Alex está se preparando para uma outra vida. Desesperada, ela terá de agir muito rapidamente.

FICHA TÉCNICA Direção: André Téchiné
Roteiro: André Téchiné, Léa Mysius
Elenco: Catherine Deneuve, Kacey Mottet Klein, Oulaya Amamra, Stéphane Bak
Direção de fotografia: Julien Hirsch, AFC
Montagem: Albertine Lastera
Música Original: Alexis Rault
Som: Vincent Goujon, Loïc Prian, Cyril Holtz
Produção executiva: Christine de Jekel
Produção: Olivier Delbosc
Coprodução: Curiosa Films, Bellini Films, Arte France Cinéma, ZDF/Arte, Legato Films, Films Boutique
País: França
Ano: 2018
Duração: 103 min.  

SOBRE A PANDORA FILMES
A Pandora é uma distribuidora de filmes independentes que há 30 anos busca ampliar os horizontes da distribuição de filmes no Brasil revelando nomes outrora desconhecidos no país, como Krzysztof Kieślowski, Theo Angelopoulos e Wong Kar-Wai, e relançando clássicos memoráveis em cópias restauradas, de diretores como Federico Fellini, Ingmar Bergman e Billy Wilder. Sempre acompanhando as novas tendências do cinema mundial, os lançamentos recentes incluem “The Square – A Arte da Discórdia”, de Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, e “O Apartamento”, de Asghar Farhadi, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.
  
Paralelamente aos filmes internacionais, a Pandora atua com o cinema brasileiro, lançando obras de diretores renomados e também de novos talentos, como Gustavo Steinberg, Ruy Guerra, Edgard Navarro, Sérgio Bianchi, Roberto Moreira, Beto Brant, Fernando Meirelles, Helena Ignez, Tata Amaral, Anna Muylaert, Petra Costa e Gabriela Amaral Almeida. Entre os próximos lançamentos, destacam-se “Greta”, de Armando Praça; “O Traidor”, de Marco Bellocchio, coprodução nacional, que concorreu à Palma de Ouro em Cannes; e “O Caso Morel” de Suzana Amaral.

Em 2019, a distribuidora criou o projeto Caixa de Pandora que visa programar filmes premiados, escolhidos através de uma cuidadosa curadoria para serem exibidos em salas comerciais da rede Cinépolis, em 20 cidades do Brasil. 

ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS

TWITER: DesconexaoL

INSTAGRAM: DesconexaoLeitura

FACEBOOK: Desconexao Leitura




My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes