[Crítica]: Werq the World – The Docu-Series – Episode 3 & 4: Kim Chi e Latrice Royale

Crítica: Werq the World – The Docu-Series – Episode 3 & 4: Kim Chi e Latrice Royale



Werq the World: Chegou a vez das “Big Girls” da turnê contar sobre sua experiências pós Drag Race.

Kim Chi e Latrice Royale, as big girls da turnê estrelam respectivamente os episódios 3 e 4 do doc série da WOW e com ela vemos dois lados bem opostos, a timidez contrapondo a extravagância, a solidão contrapondo a admiração. Kim Chi e Latrice Royale são muito diferentes e ao mesmo tempo muito parecidas.

Começando pelo episódio 3, temos então a estrela Kimberly Chi, Kim Chi para os íntimos, Kim participou da oitava temporada do programa, onde chegou a final, mas terminou em segundo lugar perdendo para Bob The Drag Queen. Kim se mostrou uma figura muito interessante no programa e é bom ver ela de volta as câmeras, pois assim é melhor para entendê-la.

Kim Chi era muito desengonçada, por isso vivia caindo durante o programa e ela nós conta bastante sobre como sempre se sentiu sozinha na sua infância e adolescência e no documentário vemos que ela ainda carrega esse sentimento com ela. Kim Chi é a mais profissional da turnê, palavras do próprio diretor do show, mas ela conta que se sente sozinha e deslocada apesar de amar o que faz.

Durante os 20 minutos do episódio, vemos Kim interagir com todas as outras garotas da turnê, mas ela diz que não se sente próxima de nenhuma delas e é triste ver alguém como ela que é tão simpática e doce, acabar se vendo sozinha por causa de sua timidez e introvertimento, o que nos mostra que não é porque ela é uma drag queen que ela necessariamente precisa ser super animada e extrovertida.

Indo pro episódio 4 temos Latrice ‘Motherfucking’ Royale. Latrice participou de um total de 3 temporadas do programa, na quarta temporada onde deixou a competição um episódio antes da final, terminando em quarto lugar. Também participou da primeira e quarta temporada do All Stars, onde terminou respectivamente em 7°/8° lugar (onde dividiu a eliminação com sua dupla Manila Luzon) e 5° lugar.

Latrice é uma das queens mais queridas pelo público e é claro a mais carismática, que apesar de ter tido um passado muito difícil, onde até presa ela foi, não deixa isso tirar o sorriso de seu rosto.

Latrice nos conta como a turnê é cansativa e como ela sempre irá fazer de tudo para não desapontar os seus fãs, e isso inclui se apresentar out of drag porque a companhia área sumiu com sua mala. Latrice também tem um momento bastante tenso no documentário que é quando ela não comparece a um ensaio e acaba sendo chamado pelo diretor, e ali vemos que Latrice não segura merda nenhuma esse ela tiver algo para falar, ela vai falar na sua cara sem medo algum.

Dois opostos que se completam, as 2 mais profissionais da turnê, as únicas gordinhas, de um lado a tímida Kim e do outro a barulhenta Latrice, ambas amadas pelo público e que mostra que não importam quais sejam as suas condições, você pode fazer aquilo que ama, mesmo que te digam que você não consegue.

Escrito por Daniel Gomes.

My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes