[Crítica]: Pose – Season 2 Episode 3


Crítica: Pose – Season 2 Episode 3



Pose: O soco no estômago que esse episódio dá na gente é surreal.

Butterfly Coccon (Casulo de borboleta, em inglês), esse é o nome do terceiro episódio de Pose, quando eu li tentei entender e imaginei muitas coisas, e fiquei muito chocado quando descobri o significado.

Esse episódio de Pose foi um dos que mais mexeu comigo, pois ele traz uma carga emocional muito forte nele, ele traz um grande destaque para duas personagens em específico, Angel e Elektra, ambas com um arco bastante sentimental nesse episódio, porém extremamente diferentes e a forma como ambos são trabalhados tão facilmente durante o episódio é impressionante. 

Enquanto Angel está tentando sua carreira como modelo, Elektra está tentando sair impune de um homicídio, Angel precisa decidir entre sua carreira e o amor de Papi e Elektra precisa arrumar um gente de decidir o que fazer com o corpo de um cliente que teve uma overdose, ou ligar para polícia ou esconder o corpo.

Os arcos são muito bem divididos durante e os dois trazem uma discussão muito séria e pesada, Angel se vê com poucas oportunidades de trabalho, pois apesar de ser linda, ela não tem o padrão das empresas, em outras palavras, ela não é branca, já Elektra entra num dilema, pois um cliente morre em suas mãos por conta de uma overdose e ela sabe que se ligar para polícia ela será presa. Ambos trabalham a questão do racismo na série, e como as pessoas são inferiorizadas pela sua cor.

A construção do episódio é ótima, tudo fica bem claro, sem nenhuma maquiagem ou algo do tipo por cima, é real, o roteiro é excepcional e toda a produção desse episódio é ótima, assim como nos outros episódios.

E com esse destaque incrível, é óbvio que Indya Moore e Dominique Jackson iriam brilhar, Indya desde que a temporada começou tem roubada a cena pra si, o arco dela é sem dúvidas o melhor construído dessa temporada, ela traz uma sutilidade e uma doçura que é impressionante e Dominique que teve um destaque bom no episódio anterior, nesse mostra algo bem melhor, a atuação de Dominique não está no mesmo nível de Indya, MJ ou Billy Potter, mas ela conseguiu segurar o episódio e entregou uma atuação muito boa.

Esse episódio traz muita emoção e sentimento nele, tanto pelo arco da Angel, quanto pelo da Elektra e ver isso sendo trabalhado dessa forma em Pose, é muito diferente, mas é bom, um episódio que te faz pensar e traz alguns questionamentos, questionamentos que você com certeza já viu em outros filmes ou séries, mas que Pose trouxe de um jeito bem inesperado.


Escrito por Daniel Gomes.

My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes