[Crítica Musical] Track by Track: "11:11" de Maluma

Hey, desconectados! Eu sou João Victor e esta é mais uma crítica faixa por faixa do novo CD do Maluma entitulado: 11:11. Boa leitura a todos!




1- 11 PM

Maluma inicia com uma canção que fala para uma pessoa que ela não deve submeter-se à um relacionamento que não a valoriza e que com o cantor seria tudo melhor. A melodia é muito gostosa, têm uma base romântica de violão com um reggaeton envolvente, a linha melódica é seduzente como as tonalidades de Maluma na faixa. É legal a ideia de "Good Vibe Romântica" proposta e executada com êxito aqui, além de que é uma daquelas canções que todo mundo se identifica em algum momento da vida, trazendo o amor safado e romântico não tão distante do público.

2- HP

Esta que é uma das minhas faixas favoritas, fala sobre uma menina que foi traída e agora quer sair e se divertir, não querendo namorado, apenas sexo. A batida é exatamente o tipo de Reggaeton que eu gosto, bem seduzente e que dá pra rebolar a raba! Me encanta o jeito que a música é entoada pelo intérprete, e de uma coisa muito perceptível na letra que é tirar as mulheres deste esteriótipo do qual sempre tem que se prender em um relacionamento. não! Ela pode sair e querer apenas sexo casual, e creio ser muito importante ter essa temática numa faixa do álbum. Parabéns, Maluma.

3- No Se Me Quita

"No Se Me Quita" fala claramente sobre não esquecer e não conseguir tirar a pessoa da cabeça mesmo quando é tentado. A sonoridade é muito Ricky Martin, que é a participação especial da faixa, por ser mais verão e aquele tipo de música que todo mundo grita no show e bate palma, além de ter umas pitadas de Eletrônico. Gosto da dualidade de sentimentos impostas na faixa: como se fosse ruim e bom ao mesmo tempo não poder retirar a pessoa da mente. Faz toda a diferença das outras canções  pois Ricky traz consigo toda sua alegria que sentimos desde seu primeiro tom cantado.

4- Dispuesto

A música fala sobre estar disposto a fazer o que for para ajudar a pessoa amada, e também a dar prazer para ela. Não preciso nem dizer que a voz de Ozuna preenche esta canção de uma forma que só ele sabe fazer! A melodia é lúdica e espacial, bem no conceito da capa do CD, e depois se torna aquela batida romântica de dançar juntinho. A maneira como as vozes dos dois vai se tornando o instrumento mais notável nessa faixa é inigualável e sinônimo de muita prática e talento. O refrão é chiclete e muito diferente do que o álbum vêm nos mostrando.

5- No Puedo Olvidarte

Se na faixa 3 era impossível tirar a pessoa da cabeça, aqui ela já está presente nos pensamentos e é impossível esquece-la e esquecer dos beijos e amassos dados. O som me lembra muito uma música eletrônica no refrão, porém na ponte é bem parecido com a primeira, com aquele ritmo envolvente e creio que isso seja uma característica sonora trazida de Nicky Jam que é o feat. desta música. Reforço aqui o ótimo trabalho da produção sonora, que, segundo as citações como de Taki Taki o som muda, e vai mudando o tempo todo sem perder qualidade alguma.

6- Me Enamoré de Ti

Obviamente, a canção fala sobre ter se apaixonado e não saber como proceder a situação, é o famoso caso de se apaixonar e não saber se é correspondido. De novo a vibe espacial penetra na faixa, junto com o reggaeton, que identifica ser uma característica do próprio CD em várias músicas. Gosto da linha melódica proposta que é como uma montanha russa, ora em cima, ora em baixo, o que acompanha os tons da voz dele. Além da forma mais pura e inocente de se retratar a paixão fazendo um contraste com a batida que é sexy e romântica.

7- Extrañándote

A faixa disserta sobre a saudade da pessoa com que se está apaixonado e, novamente, as primeiras sensações deste recente amor. A batida é lúdica, os amplificadores aqui estão muito bem colocados, além de ser uma batida com ritmo parecido mas com artifícios de outros gêneros, como o chocalho. A voz dos convidados na faixa é muito gostosa, e a letra é bem versátil, de forma que se encaixa com o perfil vocal de cada um adequadamente.

8- Shhh (Calla')

Silencioso como um ASMR, Maluma fala para a menina com que está ficando em segredo permanecer calada ou seus companheiros descobrirão. Ele canta aqui como um garanhão, o que dá todo o tesão da faixa, que tem uma batida ilustre, mistura pitadas de salsa com o ritmo reggaeton e fica tudo mais seduzente e misterioso. Gosto muito das personificações do cantor perante as propostas e adequações das canções, cada vez mais excelente, o que mostra um progresso enorme.

9- Dinero Tiene Cualquiera

Nesta música é dito o quanto o material é fútil, mas o amor é necessário, a disposição de Maluma a dar tudo o que tem para a pessoa amada. A música é uma baladinha, que dá pra se emocionar, lenta e sutil, trazendo uma orquestra no final que torna mais artístico e emocionante ainda. O uso de segunda voz aqui está impecável também. Ouçam esta canção e chorem junto comigo.

10- Soltera

Eu sei que vocês já esperavam por essa canção! "Soltera" fala sobre uma mulher que gosta de estar solteira e curtir a vida assim. Sonoramente eu nem preciso falar muito né? É um feat. com ninguém menos que Madonna! É isso mesmo que vocês leram, a rainha do pop fez participação especial no CD do Maluma. E óbvio que não teria como ficar ruim, sendo a faixa mais eletrônica no disco e a mais espanglês possível. Ficou muito bom, e para os fãs da Madonna, já já sai a crítica do Madame X. Sem mais, vão ouvir essa música incrível e vamos continuar.

11- Te Quiero

A música fala aquele velho ditado: "Antes sozinho, que mal acompanhado", e que "eu te amo mas bem longe de mim". A sonoridade é uma Salsa bem quente, e me encanta a dualidade da voz de Maluma que parece estar fazendo um dueto, mas é apenas talento. Devo dizer que amo o elo que o ritmo faz com a letra tão perfeitamente. Acredito que estas últimas músicas vêm para limpar um pouco nossos ouvidos das primeiras faixas.

12- Instinto Natural

Fala sobre brigas, e do instinto natural de Maluma de falhar com a pessoa que ama. A batida é aquela bem gostosinha de final de CD, voltando com o violão e baixo de base, e o reggaeton de mexer a bunda como Juego da Anitta. É mudado o BPM, o que deixa mais natural e good vibes, compactuando com a faixa e narrativa que vai tomando este disco.

13- Tu Vecina

Eu amo a composição desta música! "Tu Vecina" fala sobre aquela vizinha fofoqueira que todo mundo tem, que costumava ouvir os barulhos das noites de amor do casal e hoje se pergunta o motivo de não ouvir mais. A batida é muito dançante e feita para os reboladores de raba de plantão como eu.

14- La Flaca

Fala como a observação e o "flert" com uma mulher então desejada falando detalhes e coisas sobre a vida dela. A melodia é dançante e o bom é que dançamos acompanhando a linha melódica e não a batida, isso tem muito no CD. A voz de Maluma me pareceu um pouco com a de J Balvin nesta canção, achei a canção um tanto machista e com uma proposta confusa tendo em vista algumas canções do CD.

15- Puesto Pa' Ti

É aquela conversa com o ex que todo mundo já teve, que quer voltar, mas havia escolhido as festas e diversão solteiro. A sonoridade é romântica e me remete às músicas de Mc Kekel, não achei a melodia boa, é mais do mesmo e não me impressionou. A faixa é chata e creio ter sido uma péssima escolha para o CD.

16- Déjale Saber

O disco é finalizado com uma música que disserta sobre deixar o ex saber que está com alguém melhor e que não precisa de alguém que te maltrata para ser feliz, assim dá até vontade de ser bebê do Maluma. A sonoridade para mim é uma das mais completas do CD, utiliza artifícios da Salsa, futurísticos, reggaeton entre outros. Todos embalados minuciosamente nesta linda faixa. Percebo que aqui  houve uma preocupação de não repetir o que já foi feito e sim conversar com o conjunto.






"11:11" é um disco mega romântico, com enredos característicos de Maluma, se pondo como uma pessoa difícil de se apaixonar, fácil de seduzir e fraca no sentido fidelidade. Com certeza quem ouve se identifica com alguma ou várias músicas, por ser tão simplista mas bem colocado. A sonoridade foi o que mais me surpreendeu por ser futurístico e clássico, casou tão bem quanto Romeu e Julieta. Gosto da maneira que a voz dele se personifica em cada faixa, e isso não é uma coisa tão simples de ser executada. As composições são boas e bem escritas, sem exagero de trocas de linguagens e fazendo bom uso da linha melódica, porém, creio que faltou criatividade na composição e produção de diversas faixas.




Texto: João Victor Carneiro
Compositor, escritor e técnico de negócios
Instagram: @joaoo.victtor13

My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes