Campanha: Suas digitais em mim





Dia 12 de junho é dia de dizer: “Eu te amo”.Dia de dar e receber presentes, de fazer muitos carinhos, de fazer amor, ter um jantar especial e principalmente comemorar esse encontro especial na vida de duas pessoas. Não importa sexo, classe social, idade, religião, preferências políticas ou culturais.O que importa é que a magia aconteça,que um encontre no outro aquele parceiro especial que faz com que a vida pareça algo encantado.


Nem sempre o casal atingiu um sentimento assim tão intenso e tão imprescindível que faça com que se pense em casamento ou em, como se diz,juntar trapinhos. Pode ser um início ainda impreciso, uma transa legal, uma companhia interessante, uma simpatia por aquela pessoa sem se saber bem o porquê. Pode ser uma atração sexual muito forte, imperativa, que faça com que ele ou ela perca seu norte e se deixe levar por um impulso surpreendente.

Também pode ser um amor louco, uma paixão alucinada, coisa de cinema, e os dois passam a cometer todo tipo de loucuras. E,aí, nada passa a ser realmente importante a não ser estar com essa pessoa que possa despertar o desejo de infinito, de felicidade, de explosão de sentidos ,de vontade de gozo e de paz - embora paz realmente seja difícil de alcançar quando se está tomado por uma paixão absurda e incondicionalmente avassaladora. Nesse momento só se que beijar, rir brincar de ser feliz, fazer sexo até o dia amanhecer, descobrir formas novas de prazer ou reinventar as antigas.

Seja qual for a forma que o namoro esteja acontecendo, seria de bom tom escolher aquela música especial, um jantar à luz de velas, ir naquele lugar onde os apaixonados se conheceram ou que se beijaram pela primeira vez. E, para os mais assanhados, que já vão logo para os finalmentes o lugar da primeira transa, o lugar em que ambos se desnudaram inebriados, movidos apenas por um desejo ardente despertado por aquele ser tão singular. Para muitos essas coisas estão fora de moda, mas escondidos do olhar alheio, alguns dançam com uma rosa entre os lábios, oferecem um poema de amor, gastam seu parco salário com champanhe ou com qualquer outra coisa que dê um sentido único àquele sentimento ao mesmo tempo incompreensível e prenhe de uma certeza inabalável.

Ah, o amor é para amar, é para viver essas coisas que só ele pode proporcionar. São tantas descobertas, revelações de realidades profundas, encontros com encantos absolutamente novos, mas também incondicionalmente primordiais, arcaicos, mágicos mesmo. Dia dos namorados é um dia para comemorar a vida, o desejo de mais, o acolhimento íntimo, a força do desconhecido que faz com que se queira sempre sonhar mais e mais.

O amor nos ronda sempre, seja por um afeto, um beijo ou um abraço apertado, por isso, esse mês o Desconexão Leitura lança Suas digitais mim, demonstrando que não existem limites para amar e ser amado. Queremos demonstrar um amor cheio de sensualidade, paixão, alegria, cumplicidade e muito chamego. A cada toque que compartilhamos, deixamos um pouco de nós registrado na alma do outro, nossa digital. Portanto, hoje lançamos a vocês, ao público, aos amantes fervorosos nossa campanha Suas Digitais em mim.


Essa campanha é uma produção de:




My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes