[Séries] The Act 1 Temporada




The Act: Série traz um dos casos mais chocantes que já existiu, o famoso conto de fadas sombrio de Gypsy e Dee Dee.


A um tempo atrás surgiu  o anúncio de The Act, uma série antológica da Hulu (o mesmo canal de onde The Handmaid’s Tale nasceu) que a cada temporada pretende abordar um caso criminal real, e em sua primeira temporada o caso escolhido foi o tão perturbador caso de Gypsy e Dee Dee, uma relação de mãe super protetora e uma filha doente que não terminou bem.


Para quem não conhece a história, Dee Dee Blanchard e Gypsy Rose Blanchard, eram mãe e filha, Dee Dee fazia com que todos, inclusive sua filha, acreditassem que Gypsy tinha inúmeras doenças, como epilepsia, diabetes, problemas cardíacos, alergias e o que mais ela conseguisse fazer com que as pessoas acreditassem, e isso tudo para conseguir a simpatia e caridade das pessoas e do governo, e com isso ela ia juntando muito dinheiro, até que Gypsy descobre que sua mãe estava inventando isso tudo, Gypsy nunca esteve doente e mesmo assim sua mãe a fazia ficar numa cadeira de rodas, com a cabeça raspada, usando sondas de alimentação e mantendo Gypsy dentro de casa o máximo que podia, além de mentir a idade da filha, dizendo que ela tinha entre 14 e 15 anos, sendo que Gypsy já tinha 19 anos. Com isso Gypsy começou a namorar vitualmente com um rapaz que tinha esquizofrenia e junto com ele acabou arquitetando um plano para matar sua mãe e se livrar daquela situação o mais rápido possível.

Lendo essa história pode parecer a coisa mais louca e inacreditável, mas existem pessoas que são capazes de fazer isso, e Dee Dee foi uma delas.


A série é incrível em todos os aspectos, o criador dela Nick Antosca se inspirou no documentário “Mamãe Morta e Querida” que conta toda a história dela e como é sempre avisado nos episódios, a série é apenas baseada no caso, algumas coisas são dramatizadas e ficcionalizadas.


A direção, produção e roteiro da série são provavelmente uma das coisas mais bem trabalhadas que eu assisti esse ano, toda a construção de como tudo é passado ali para o espectador, é tudo tão real que você se sente mal enquanto assiste, você se pega pesando em como o ser humano é capaz de uma crueldade assim, ainda mais uma mãe fazer isso com a filha, é chocante. A série é perfeita do começo ao fim e posso falar isso sem nenhum receio. Além de todo o profissionalismo que a série tem em deixar tudo as claras o máximo possível.


Mas o destaque principal de toda essa série se chama Patricia Arquette e Joey King, elas dão vida aos personagens de Dee Dee e Gypsy e acho que não poderia existir melhores atrizes para esses papéis. Patricia e Joey estão irreconhecíveis, a caracterização delas é uma das coisas mais impressionantes da série.

Do lado esquerdo as reais Dee Dee e Gypsy  e do lado direito Patricia e Joey em cena


Joey King e Patricia Arquette


De Patricia Arquette já era esperada uma performance incrível, como sempre vemos em seus papéis no cinema e TV, porém a grande surpresa é Joey King, vinda de seu mais recente trabalho com a Netflix “A Barraca do Beijo”, uma comédia romântica, Joey fica no mesmo páreo de Patricia em todas as cenas, é algo incrível, a performance de ambas são de tirar o fôlego, você sente a dor da personagem da Joey, é algo que eu nem consigo achar uma explicação plausível para poder falar. É extraordinário o que essas duas fazem.


Além das protagonistas temos Chloe Sevigny, Anna Sophia Robb e Calum Worthy, que também entregam ótimas atuações, mas realmente não dá pra comparar com o que Patricia e Joey fizeram. Eles acabam sendo ofuscados por elas.


Toda a questão artística da série é muito impressionante, o cuidado que eles têm com as cores, e o jeito como as coisas eram colocadas para realmente incomodar quem estivesse assistindo.


Eu nem tenho palavras suficientes para aclamar essa série, eu não consigo achar um defeito nela, é realmente uma obra-prima da TV, mal posso esperar para ver The Act fazendo a limpa nas premiações. Assistam The Act, vale a pena.


Daniel Gomes
Graduando em Produção Cultural




My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes