[Netflix] Amizade Dolorida



Amizade Dolorida: Série começa bem, porém se perde no final e termina de uma forma apressada. 

Amizade Dolorida traz a história de Tiff e Pete, eles eram amigos no ensino médio, mas depois de um tempo Pete vira assistente de Tiff que é uma dominatrix e eles não imaginam o que viria pela frente. 

A série estreou de uma forma bem silenciosa, lembro que a única divulgação que eu vi dela foi em uma rápida propaganda no Instagram, mas que a Netflix tem feito uma divulgação bem porca para algumas séries todo mundo já sabe, o problema é que muitas vezes esse acaba sendo um dos motivadores para cancelar a série logo na primeira temporada, pois sem divulgação as pessoas não se interessam e sendo assim a série não é bem assistida, porém não é exatamente sobre isso que falaremos hoje. 

A série nos leva para o mundo de BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo), e faz essa abordagem de uma forma bem divertida e não necessariamente tornando isso em algo extremamente fútil e promiscuo, e esse foi um ponto interessante da série, em não transformar todo esse universo em uma gigante piada. 

A série é bem dirigida e bem produzida, porém o desenvolvimento da história não me agradou muito, a série começa muito bem, apresenta os personagens, nos leva até o objetivo e até tá ótimo, porém da segunda metade até o final tudo fica muito acelerado, os arcos começam a se misturar e de repente chegamos ao último episódio com uma coisa aleatória e que simplesmente termina. A história é muito interessante, a série é engraçada, trata dos assuntos de uma forma honesta, mas precisava de mais episódios, 7 episódios de 15 minutos não foi suficiente e por isso o desenvolvimento da história não fluiu como deveria. 

Toda a direção de arte, montagem, design de produção são impecáveis, tudo feito de forma bem detalhista, além da ótima fotografia, que apesar de ser uma série de comédia, foi muito bem feita e trabalhada e todo o esquema de cores nos episódios e tudo muito bem feito e isso é um ponto extremamente positivo. 

As atuações são boas, mas é perceptível que existe um abismo entre a atuação de Zoe Levin e Brendan Scannell. Zoe entrega uma performance superior a de Brendan e isso é perceptível, afinal em toda cena que estão juntos ela rouba a cena imediatamente, além da história dela ser melhor construída do que a dele. 

Bom, se fossemos classificar, Amizade Dolorida é uma série boa, mas que poderia ser melhor. Caso aconteça uma segunda temporada, o que seria necessário, espera que tenha mais episódios pra que assim possam desenvolver melhor os arcos dos personagens, pois esse foi o único grande problema, tirando isso, essa série tem muito potencial e vale a pena assistir. 

Escrito por Daniel Gomes. 
Graduando em Produção Cultural 


ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS



My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes