[Crítica] Pokémon - Detective Pikachu




Pokémon - Detetive Pikachu


O clássico da infância da galera dos anos 90  e 2000 volta às telonas com a versão live action. 


Nessa versão não temos o velho conhecido de todos Ash Ketchum e a Misty. A única ideia que é fiel a série animada que foi reproduzida no filme foi os Pokémons e suas particularidades.


A história começar com um jovem visto como solitário pelo seu melhor amigo por não ter um Pokémon, já que nessa realidade todos possuem um pokémon como amigo. Ele tem uma vida metódica como avaliador de seguros e sua vida vira do avesso ao receber uma ligação, que fará que o mesmo se desloque para outra cidade onde Pokémons e humanos vivem juntos em sociedade em perfeita harmonia. Uma utopia social.


A trama se desenvolve com a aparição de um dos Pokémons lendários que os fãs vão lembrar da última animação exibida nos cinemas o lendário Mewtow dotado de poderes psíquicos, sendo um Pokémon intelectualmente mais desenvolvido que consegue se comunicar por telepatia com todos ao seu redor, é considerado um Pokémon extremamente forte. E existe relatos que Mewtow tem o DNA de todos os Pokémons existentes e que ele é originado do Fóssil de um Pokémon ancestral chamado: Mew. 


Após anos de experiências e estudos, foi desenvolvido em laboratório, por cientistas em uma ilha secreta. Dotado de fúria e descontentamento ao descobrir as intenções maléficas dos seus criadores, o Pokémon geneticamente modificado escapa da cápsula que o aprisionava no laboratório, e destrói o carro que estava próximo ao laboratório no momento da sua fuga.


A partir desse acidente podemos notar o início de um mistério e do desenvolvimento da trama.


O filme teve vários momentos cativantes e que devemos ressaltar como a crítica social sobre poderes e o uso da ciência e favor de outros sem limites ou valores morais,  manipulação por aqueles que têm maior poder aquisitivo e o valor da família para um indivíduo. 


Mas creio que como fãs vocês querem saber sobre os Pokémons e  podemos citar que Mewtow, foi sem dúvida a ‘’cereja do bolo’’ no filme: Pokémon: Detetive Pikachu, logo no começo podemos reparar que o filme faz conexões visíveis com filmes lendários que marcaram a passagem desse personagem tão emblemático, que é o Mewtow, no Videogame: Pokémon Red and Blue e Anime: Mewtwo Strikes Back trazendo para os fãs um sentimento bastante nostálgico dessa retrospectiva e até mesmo para quem não é fã de Pokémon vai se divertir com toda a elaboração do criador Rob Letterman.


Senti que o roteiro foi mal trabalhado e que o foco foi mais aos efeitos especiais que são magníficos, porém a poderia ter desenvolvido as relações dos personagens de uma maneira melhor. Sobre a atuação dos atores e até mesmo a expressão do nosso amado Pikachu foram excelentes, fiquei fascinada com o detalhe de franzir a testa do Picachu em algumas cenas. 


Vale ressaltar que o criador do filme, Rob Letterman é um cineasta, animador e roteirista americano que dirigiu os filmes de animação da DreamWorks Pictures. Ele participou como cineasta: Os Gringos O Gang dos Tubarões Monstros vs. Aliens As Viagens de Gulliver e outros.... Então o público pode esperar uma grande obra cinematográfica, com efeitos visuais e sonoros de alta tecnologia, com um cenário que lembra a cidade de Tokyo(Japão) com uma pegada bastante ‘’futurística’’ e uma mistura ‘’alienígena’’ que envolve seres humanos e os ‘’Pokémons’’ convivendo em um mesmo ambiente.


A produção teve um cuidado especial, em preservar as características originais de cada personagem, que deixou o filme com um ar mais fiel a todo a história das batalhas da série de games Pokémon. Essa obra vai proporcionar ao público pelas batalhas frenéticas e épicas, muita ação e explosões, além grandes emoções na presença marcante dos personagens ícones e que foram presentes na série de TV. São eles: Bulbasaur, Charizard, Psyduck, Wigglytuff, Mr. Mime, Machamp, Eevee, Gyarados, Ditto e muitos outros Pokémon clássicos da obra de Satoshi Tajiri.
Depois disso tudo corram para cinema para assistir  e depois nos diga o que acharam principal do final do filme que me surpreendeu com a aparição de um certo colírio de filmes de super-heróis.


Ficha Técnica:

Data de lançamento: 9 de maio de 2019 (Brasil) 

Direção: Rob Letterman

Música composta por: Henry Jackman

Produção: Mary Parent, Cale Boyter

Produtoras: Warner Bros. Entertainment, Legendary Pictures, Toho Co., Ltd.




Larissa Carvalho Oliveira e Djamila Farias
Resenhista e Op. Telemarketing/ Estudante de Engenharia de produção e Co-Criadora do site 



My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes