[RESENHA] O HOMEM PERFEITO







Alguns livros você compra pela capa ou julga pela a mesma. E eu julguei o conteúdo do livro pela capa e título. Pensei seria outro romance hot… delicioso engano! O livro é um suspense bem humorado, com personagens carismáticos e de personalidade forte com uma pitada de romance sexy.

O que amigas de trabalho tem haver com um menino que possui uma mãe abusiva podem ter em comum?

O livro começa contando o passado de um menino com um comportamento frio e calculista.  e logo em seguida pula anos depois para a narrativa de uma solteirona em sua tão sonhada casa própria. Nessa hora pensei :”Oi! Como assim?!”
Sinceramente quando cheguei nessa parte , as primeiras 10 páginas do livro pensei mais um clichê dos romances: a mocinha e o bad boy com infância sofrida… Ah! Só que não!

O desenvolvimento da trama foca a partir desse ponto na história de quatro amigas que trabalham juntas em uma empresa. Das quais, Jaine uma solteira  que não se envolve a um bom tempo com ninguém desde seu último relacionamento fracassado, T.J tem um casamento morno a anos e pouco conversa com seu marido ou tem intimidades a algum tempo. Marci é a mais moderninha tem um relacionamento por comodidade com um homem que ela sustenta por ser um ótimo amante. Luna a mais nova do grupo é enganada constantemente por seu namorado mulherengo e ídolo de futebol do momento.



Como todo grupo de amigas elas tem a famosa resenha semanal pós expediente, onde elas desabafam suas frustrações do dia-a-dia e claro falar mau do sexo oposto. E nessa reunião semanal  é que o mundo de todas elas mudam, se tornando amada pelas mulheres e odiada pelos homens...

O que se destaca e ajuda o leitor a ter uma amplitude dos acontecimentos é que as narrativas às vezes mudam o foco dos personagens e o livro tem um narrador observador na maior parte da história. Que proporciona ao leitor a experiência de ser investigador a cada página. O fluxo do livro se desenvolve de maneira suave, fluida e de fácil compreensão.Não  conseguiria definir o gênero deste livro em apenas um, porque a autora brinca com os gêneros como se brincasse de amarelinha.

Se está em busca de um livro que te proporcionará gargalhadas altas, tensão, climax e em alguns momentos raiva. Esse é a melhor escolha. Porque com toda certeza ele é capaz de se comparar a um ciclo hormonal feminino. Ótima escolha para aqueles que como eu tem um certo preconceito com suspense ou querem conhecer um para começar a ler sem perder aquele romance de leve.


Escrito por Djamila Farias
Estudante de Engenharia de Produção e criadora do Site




ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS




My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes