[NETFLIX] Special - Season 1




Special: Série aborda assuntos delicados de uma forma leve e envolvente.


Special é uma das mais recentes séries lançadas pela Netflix, escrita e produzida por Ryan O’Connell a série conta a vida de Ryan, interpretado pelo próprio Ryan O’Connell, 
que é um jovem gay com paralisia cerebral que está tentando conquistar sua independência, sendo assim ele começa um estágio em uma empresa que comanda um blog que fala sobre assuntos do cotidiano, e a série mostra as dificuldades da vida de Ryan tanto no ambiente profissional, como no ambiente pessoal, especialmente em sua vida amorosa.


A série apresenta muitos assuntos importantes e que muitas vezes pessoas tem medo de abordar, porém a suavidade com que tudo é apresentado acaba sendo um toque muito especial na série, e uma coisa interessante é fato de que o personagem é abertamente gay, porém ele passa quase toda a temporada escondendo das pessoas que ele tem Paralisia Cerebral, ele mente dizendo que foi um acidente de carro, onde ele foi atropelado e que o deixou desse jeito, e isso mostra como o preconceito acaba cercando ele, pelo medo de ser julgado como incapaz ele prefere que as pessoas não saibam sobre sua doença e isso vem á tona em vários momentos da série.


Todo o texto é muito bem escrito, Ryan traz várias nuances diferentes para a série, em sua maior parte por um viés cômico, porém temos muitos momentos mais dramáticos, e a forma como o roteiro transita entre os gêneros e muito bem colocado, então você entende facilmente o que está acontecendo naquele momento e você sente o que o escritor quer passar para nós, como espectadores, além  do roteiro de Ryan, a direção de Anna Dokoza é muito bem controlada e perceptível a facilidade em todos os aspectos da série.


O elenco é ótimo, Ryan é extremamente talentoso, além de escrever e produzir ele também protagoniza a série, Ryan também tem PC (abreviação para Paralisia Cerebral) e você vê como ele entrega o personagem de uma forma sútil e leve e conquista o espectador logo nos primeiros minutos, outros destaques na série são Jessica Hecht e Punam Patel, Jessica interpreta Karen, mãe de Ryan, enquanto Punam interpreta Kim, a amiga de Ryan no trabalho, ambas entregam performances interessantes e são 2 personagens que roubam a cena, a mãe de Ryan, não se encaixa naquele estilo clichê de algumas séries, onde a mãe é super protetora e desesperada, sim a personagem é uma mãe que se preocupa, mas ela também entende que o filho dela é uma pessoa e não um boneco de porcelana que vai quebrar a qualquer momento, então ela apoia (mesmo que meio relutante) as decisões do filho, e com o passar dos episódios o arco dela se desenvolve de uma forma tão bonita, e que você fica hipnotizado com ela e quer ver mais dela, e a mesma coisa acontece com a personagem de Punam, porém diferente da personagem de Jessica Hecht, Kim traz uma animação incrível pra série, desde que ela aparece no primeiro momento você já abre um sorriso e sabe que vai se apaixonar por ela, a personagem dela é inspiradora, ela tem uma ótima autoestima, se aceita do jeito que ela é e mesmo assim mostra que também é vulnerável e que também tem problemas e que ás vezes passa por momentos difíceis, mas que mostra que não podemos desistir. Ou seja, você vai se identificar com algum personagem dessa série, porque são pessoas normais, com diferentes personalidades e que estão passando pelos mais diferenciados momentos em suas vidas, assim como todos nós.


A série é bem construída, são 8 episódios de 15 minutos cada, ou seja você consegue ver facilmente durante uma noite tudo de uma vez só, por ser curta ela não fica cansativa, apesar de dar uma desacelerada na história lá pro episódio 6, mas nada que deixe a série perder o foco ou ficar entediante, os personagens são encantadores, a história te prende e é muito legal ver essa representatividade acontecendo. Special é uma série gostosa de assistir, pra quem já assistiu Atypicial, outra série original da Netflix, vai se apaixonar de primeira, pois tem uma vibe bem parecida.


Foi um acerto da Netflix, sem dúvidas nenhuma, agora é esperar pela renovação para ver mais da história de Ryan.


Escrito por Daniel Gomes.
Graduando em Produção Cultural 





ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS





My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes