[EVENTOS] ANDRÉ GONÇALVES MISTURA TEATRO E SHOW NO ESPETÁCULO INÉDITO BIOGRAFIA DESAUTORIZADA





Sob a direção de Rafael Ponzi,

o ator divide o palco com banda de rock





Uma visão crítica e irreverente, ácida e bem-humorada dos excessos. Esse é o ponto de partida da comédia Biografia desautorizada, projeto idealizado pelo ator André Gonçalvescom direção de Rafael Ponzi e texto inédito de Alda Carvalho, que estreia em 27 de abril no Teatro Rival para uma única apresentação e segue em itinerância por espaços do Rio e cidades como Salvador e Aracaju.



A história de um bandleader se mistura com as aventuras lúdicas do ator André Gonçalves nesta peça, que faz referências a ícones da cultura pop como Stephen King, Andy Warhol, Bob Marley e a filosofia rasta. Ele dá vida a cinco personagens que relatam suas experiências com drogas – do roqueiro pop star viciado em cocaína ao artista sonhador e dependente de maconha, passando pelo alcoólatra em crise de idade, o traficante moderno que falsifica receitas de medicamentos tarja preta e, por fim, uma experiência de overdose com um bate e volta do Céu.



Apostando no humor, o texto inédito da paulistana Alda Carvalho traz narrativas marcadas por vícios em que critica o preconceito com usuários e procura cumplicidade com o público ao abordar o tema delicado com leveza, como na sátira que faz às “viagens” dos personagens.



“Para quebrar o ritmo, os textos são intercalados por música ao vivo, interpretada por uma banda em cena. Com ela, André canta músicas que marcaram sua vida e que fazem referências à hipocrisia da sociedade e à inversão de valores, como Perfeição, do Renato Russo”, explica Rafael.



“É um projeto provocativo, transgressor, e ao mesmo tempo engraçado e amoroso, em que compartilho memórias e reflexões ao lado de parceiros como meu mestre Rafael e meu querido amigo e talentoso músico e compositor Glad Azevedo, que assina a trilha”, comenta André, que divide o palco ainda com Tamara Janson (baixo) e Rute Rosa (bateria), completando o trio que o acompanha.



Biografia desautorizada tem direção de arte e figurino de Marcelo Gonçalves, iluminação de J. A. Protásio, e projeções de obras criadas pelo artista plástico Charles Chaim.









FICHA TÉCNICA:



Texto: Alda Carvalho

Direção: Rafael Ponzi

Com: André Gonçalves

Banda: Glad Azevedo (guitarra e violão), Tamara Janson (baixo) e Rute Sousa (bateria)

Direção de Produção: Zé Gonzaga

Direção de Arte e figurino: Marcelo Gonçalves

Arte do cenário: Charles Chaim

Iluminação: J.A. Protásio

Fotos: Maurício Val

Assistente de Direção: Bruno Sobral

Produção Executiva e prestação de contas: Alexandre Titio

Idealização: André Gonçalves Produções Artísticas.





SERVIÇO:

Dia 27 de abril

Horário: 20h

Local: Teatro Rival

Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33 – Centro

Ingressos: R$ 60,00 e R$ 30,00 (meia entrada)

Classificação etária: 18 anos (menores entram acompanhados dos pais ou responsáveis legais mediante apresentação de autorização. Proibida venda de bebida alcoólica e permanência após às 22h)





My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes