[CRÍTICA] O Milagre da Fé



O mesmo produtor do filme Milagre Do Paraíso, não podia ser diferente o lançamento do filme - O Milagre da Fé, onde carrega um sentimento familiar ao do anterior, ao qual, trás grande impacto aos sentidos e sentimentos do seu público alvo ao longo da história mostra diversas lições de vida que trás ao espectador uma dose de ânimo para se reerguer diante de alguma dificuldade e assim, lutar pelos seus sonhos e fortalece as relações interpessoais do mesmo, trazendo assim grandes aprendizagens que nos trazem sabedoria para o nosso dia a dia.



A história que engloba as fases de um garoto tão simples que luta pelo seu sonho de ser um grande jogador de basquete e lida com um acidente que o deixa a beira da morte, porém consegue sair ileso e surpreender a todos e até mesmo a própria medicina. Revela profundamente a força da Fé e do Amor ao próximo e nos trás uma energia muito boa do início ao fim do final. Você sairá de lá com as pilhas renovadas e inspiradas para fazer a mudança e tomar a atitude necessária diante do pior.



A conclusão que eu tiro do filme é, que mesmo quando tudo está dando errado e tudo parece não ter solução, a força mais poderosa e sobrenatural é o amor atrelado a Fé em Deus e que tudo pode ser possível se você acreditar e lutar por aquilo que almeja ou até mesmo sair uma situação difícil, que um simples pensamento e uma simples palavra para alguém pode fazer total diferença e, diante disso, arriscar todas as possibilidades e criar forças onde antes eram apenas dúvidas e colocar a sua Fé em Prova e se permitir viver o diferente. 



John Smith, protagonizado por Marcel Ruiz,  a história foi vivida em Missouri (EUA) onde explica que quando recém nascido, John, foi adotado pela família Smith, ao longo da sua fase de infância e adolescência é perseguido pelo trauma da rejeição ocasionado pelos seus pais biológicos, que o fez se tornar um garoto difícil de lidar pelo seu jeito rebelde e egoísta de trata seus pais Joyce e Brian, que a todo o momento o tratam com muito respeito e dedicação. Em um dia nevando John e seus dois amigos resolvem brincar em um lago congelado, até que o gelo trinca e John sofre uma queda e se afoga, Chegando ao Hospital, John foi considerado morto por mais de 60 minutos até que sua mãe, Joyce Smith, juntou todas as suas forças e pediu a Deus para que seu filho sobrevivesse. Sua prece poderosa foi responsável por um milagre inédito.



Além disso, moradores da cidade com a igreja local se reuniam em uma só oração e vibram energia de cura para que John saia do estado vegetativo e sobreviva as sequelas cerebrais. Com toda essa união de amor e fé entre as Pessoas o filme trouxe um sentimento de esperança e empatia a todos que assistem a cena. 




Como todo Jovem, John vive roteado de surpresas e desafios do cotidiano, divide seu tempo em uma turma de basquete, ele tem um amor muito forte pelo esporte e luta como um verdadeiro atleta para fazer seu time chegar na NBA. Além disso, frequenta um colégio que exige dele notas altas e passa por situações dentro e fora de sala de aula que o testam até o seu limite, seja ele intelectual e emocional também. Por ser uma cidade pequena nos EUA todos os moradores se conhecem e são bem calorosas entre si.



O filme baseia-se em uma história real e é inspirada pelo amor incondicional de uma mãe com seu filho, que através da fé inabalável em Deus, consegue superar todas as expectativas ruins e diagnósticos da medicina. É uma história que te prende do começo ao fim o público, que te faz refletir sobre o quanto somos frágeis diante de situações extremas na vida e que só a força do amor para aquecer os nossos corações e nos dar esperança para seguir em frente, e para aqueles que seguem alguma crença ou filosofia reforça o poder da mente através de pensamentos positivos. Com uma injeção de lição de vida o filme inspira superar uma situação muitas das vezes, dada como impossível diante dos fatos. 



Mas, seja você religioso ou não, o filme vai além do âmbito da crença, pois aborda a força do amor entre pais e filhos e o quanto essa energia pode impulsionar a recuperação de um enfermo, a mudança de comportamento em pessoas superficiais ou egoístas, pode impactar uma pessoa totalmente sem motivação de vida e dar um propósito significativo que te fará voltar a olhar os detalhes da vida de uma forma diferente e fará seu coração bater mais forte.



Para aqueles que gostam de filmes com gênero drama e biográfico, esse é um prato cheio para você saborear emoções que vão te fazer rir, chorar, refletir e te deixar intrigado com tantas reflexões de vida. Estejam preparadas para acabar com a caixa de lencinhos.





Data de lançamento: 11 de abril de 2019
Direção: Roxann Dawson
Roteiro: Grant Nieporte
Produção: DeVon Frankli
Elenco: Chrissy Metz, Mike Colter, Topher Grace, Sam Trammell, Rebecca Staab, Marcel Ruiz, Josh Lucas, Dennis Haysbert, Mike Colter , Victor Zinck Jr., Lisa Durupt, Ali Skovbye, Kristen Harris, Nancy Sorel, Stephanie Czajkowski, Isaac Kragten, Taylor Mosby, Nikolas Dukic


Larissa C. Oliveira



ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS:











My Instagram

Copyright © Desconexão Leitura. Designed by OddThemes