01/10/2018

FESTU – Festival de Teatro Universitário anuncia os vencedores da oitava edição



Os esquetes cariocas “Meus Cabelos de Baobá” e O Conjunto das Palavras e Expressões Arranjadas com Antecedência ou o Ato de Fazer Entrar” são os grandes vencedores do FESTU 2018

Com apresentação de Felipe Cabral e Julia Stockler, a noite de premiação aconteceu no Teatro Cesgranrio, no domingo, dia 23 de setembro

Caio Paduan, Cássia Kis, Cláudio Tovar, Flávio Marinho e Leandro Soares estavam entre os jurados da oitava edição do evento

O esquete “Meus Cabelos de Baobá” (RJ - UNIRIO) é o grande vencedor do 8º FESTU – Festival de Teatro Universitário. A montagem foi premiada em três categorias na Mostra Nacional Competitiva (Melhor Esquete, Melhor Texto Original e Melhor Atriz) e recebeu um patrocínio de R$ 30 mil para montar um espetáculo, que já tem sua participação garantida no Festival de Curitiba de 2019 e na Mostra de Espetáculos do 9º FESTU. Criado, escrito e interpretado por Fernanda Dias, o solo “Meus Cabelos de Baobá” começou a ganhar forma em 2015, quando a atriz retornou de uma temporada estudos na L'Ecole Des Sables, no Senegal. A montagem se baseia em textos de autoras negras, na cultura da oralidade africana e na riqueza da cultura afro-brasileira.

Com apresentação de Felipe Cabral e Julia Stockler, a cerimônia de premiação foi realizada no Teatro Cesgranrio, ontem à noite (23/9).Outro grande vencedor do FESTU é o esquete “O Conjunto das Palavras e Expressões Arranjadas com Antecedência ou o Ato de Fazer Entrar” (UNIRIO, UERJ, MARTINS PENNA E EMART). A montagem levou quatro prêmios: Melhor Direção e Iluminação (Aron Moraes), Melhor Figurino (Dora de Assis) e Melhor Esquete pelo Júri Popular. Por este último, recebeu um patrocínio de R$ 15 mil. 

Em 2018, Mostra Nacional Competitiva recebeu 244 esquetes (foram 152 em 2017)Desse total, foram escolhidos 119 de 11 estados e do Distrito Federal para participarem da banca, formada por Felipe Cabral e pelo professor Zé Luiz Rinaldi, da Universidade Candido Mendes. A dupla da comissão julgadora selecionou 27 esquetes de universidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Escolhidos por um júri formado por Caio Paduan, Cássia Kis, Cláudio Tovar, Felipe Storino, Flávio Marinho, Lavínia Bizzotto, Leandro Soares, Leopoldo Pacheco, Renato Machado, Sérgio Marimba, Tatá Lopes e Ulysses Cruz, os esquetes foram premiados em dez categorias, além do prêmio do Júri Popular: 

Vencedores do FESTU 2018:
Melhor Esquete: “Meus Cabelos de Baobá” (RJ - UNIRIO)
Melhor Esquete pelo Júri Popular:  O Conjunto das Palavras e Expressões Arranjadas com Antecedência ou o Ato de Fazer Entrar” (UNIRIO, UERJ, MARTINS PENNA E EMART)
Melhor Texto Original: Fernanda Dias, por “Meus Cabelos de Baobá” (RJ - UNIRIO)
Melhor Direção: Aron Moraes, por “O Conjunto das Palavras e Expressões Arranjadas com Antecedência ou o Ato de Fazer Entrar” (UNIRIO, UERJ, MARTINS PENNA E EMART)
Melhor Ator: Cássio Duque, por “Chamada a Cobrar” (RJ - UNIRIO)
Melhor Atriz: Fernanda Dias, por “Meus Cabelos de Baobá” (RJ - UNIRIO)
Melhor Cenografia: Arthur Langer, por "Abaixo das Coisas" (RJ - UFRJ, PUC e Tablado)
Melhor Iluminação: Aron Moraes, por “O Conjunto das Palavras e Expressões Arranjadas com Antecedência ou o Ato de Fazer Entrar” (UNIRIO, UERJ, MARTINS PENNA E EMART)
Melhor Direção de Movimento: Clara Troccoli e Lara Duarte, por “Represa” (RJ - Laura Alvim)
Melhor Trilha Sonora: Laura Cerqueira e Lucimélia Romão, por “Olha o Pesado aí” (MG - UFMG e UFSJ)
Melhor Figurino: Dora de Assis, por O Conjunto das Palavras e Expressões Arranjadas com Antecedência ou o Ato de Fazer Entrar” (UNIRIO, UERJ, MARTINS PENNA E EMART)

SOBRE O FESTU:
Em sete edições, o festival recebeu 2.408 inscrições de grupos de todo Brasil. O FESTU apresentou 185 esquetes e 32 espetáculos, tendo patrocinado 9 espetáculos e premiado 63 categorias. A cada ano, um novo júri é formado para julgar os projetos em competição. Já passaram 65 profissionais de artes cênicas pela comissão julgadora do FESTU. Entre eles, estão nomes como Marília Pêra, João Falcão, Jô Bilac, José Wilker, Otávio Augusto, Debora Lamm, Renata Mizrahi, Pedro Kosovski, Tonico Pereira, Gregório Duvivier, Victor Garcia Peralta, Deborah Colker, Lilia Cabral, Milton Gonçalves, Catarina Abdalla, Maria Carmem Barbosa e Jhonny Massaro.




ACESSE TAMBÉM NOSSAS REDES SOCIAIS:
                                                                                                        FACEBOOK: Desconexão Leitura

Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens