13/04/2018

Resenha: Por lugares incríveis - Jennifer Niver




As vezes você recebe um livro que te evoca memórias da infância, a capa de " Por lugares incríveis" mostrando as casinhas de madeira me relembrou esse período, pois adorava brinca na pré escola com esse brinquedo. Mas fui iludida completamente por essa capa, conforme a leitura se desenvolvia. me deparei com um livro sério, o qual aborda assuntos devem ser encarados com atenção adequada.É uma leitura suave de dupla narrativa em que temos dois jovens no último ano do colegial sobrevivendo as adversidades da vida e contando sua história.

Theodore Finch é um jovem que se destaca seja por seu comportamento explosivo ou como a aberração da escola. É um um jovem enigmático e recluso que sua vida é regida pelas suas múltiplas fases, o Finch anos 80, Finch Fodão, Finch largado entre outros. E sua família é totalmente desestruturada e omissa.  Em contra partida Violet Market é a menina que tinha uma vida perfeita e de uma hora para outra acontece um acidente trágico em que a faz a vida dela mudar completamente.
Em um ato de desespero Violet chegar ao prédio mais alto da escola e está preste a pular, quando encontrar Finch que parece estar ali com o mesmo objetivo. Neste  momento o garoto aberração tem seu momento de herói, mas somente duas pessoas sabem dessa verdade ele e sua donzela.




Os dois jovens começam juntos uma aventura de descobertas e superação. A história é doce e muito emocionante. Com doses de romantismos, momentos angustiantes e inspiradores. Apesar disso foi um livro desafiador, que me comprovou que não tenho afinidade com esse gênero de livro.

O livro é cativante para os amantes de dramas adolescentes ou até mesmo educadores que desejam trabalha os assuntos bullying, depressão, bipolaridade e suicídio, de maneira suave e educativa. Além disso o livro é regado de trechos de livros de grande autores clássico da literatura estrangeira como Virginia Wolf. São trechos reflexivos e que casam perfeitamente com a história dos protagonistas.
  
Uma dos grandes acertos da autora é a construção dos personagens que são completos e reais, de tal forma que me vi em vários momentos pensando "eu me apaixonaria pelo Theodore se o encontrasse na na vida real". Ele é muito mais do que apenas um garoto problemático, ele um romântico a moda antiga que é capaz de trazer o universo para sua amada. em contrapartida a nossa "Ultravioleta" é uma amante da leitura e blogueira. E foge do padrão de menina perfeita e esnobe. Gosto de pensa que Violet é típica garota quer mudar o mundo  com suas verdades.


Uma das ilustrações lindas do livro, que doam personalidade a obra.

No final do livro só indico a todos vocês corações moles que tenham lenços de papel e leiam em casa porque eu passei um mico lendo o livro dentro do ônibus interestadual chorando, sim eu fiz isso! O final é lindo! Principalmente o extra da autora que me fez ver o livro com outros olhos.

Acredito que qualquer coisa que dizer extra será spoiler, por isso finalizo por aqui minha resenha. Indico o livro para que todos e até mesmo aqueles que não gostam de livros que abordam o tema suicídio e depressão devem ler como  um livro informativo e muito bem escrito.




*Livro recebido pela Aliança de Blogueiros do Rio de Janeiro*



Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens