16/03/2018

Resenha: As vantagens de ser invisível - Stephen Chbosky


Simples. Intenso. Tocante. Infinito.


Com esses poucos adjetivos podemos definir a obra do autor Sthephen Chbosky “As vantagens de ser invisível”. A história é contada por Charlie um jovem de 15 anos com uma sensibilidade tão profunda que nós presenteia com sua narrativa através de suas cartas para seu amigo/a desconhecido/a com seus questionamentos, pensamentos e experiências do seu dia a dia.

Charlie diferente dos demais, possui a personalidade reservada, sensibilidade e sua curiosidade, além da sua inteligência é claro. A vida de Charlie e marcada por uma seqüência de “traumas”, como por exemplo, no começo do livro observamos como Charlie e as pessoas em sua volta lidam com o suicídio de seu amigo Michael, além da morte de sua tia Helen. 

Logo após temos Charlie indo para seu primeiro ano do ensino médio onde ele conhece seu professor de inglês avançado e seus melhores amigos: os irmãos Sam e Patrick. Com eles conhece o sentido de lealdade, receio, apoio, amor e principalmente o da amizade. O desejo de Charlie de “viver” faz com ele se “desprenda” de seu “mundo particular” e desfrute novas sensações e experiências, umas um tanto quanto confusas, que contribuem para seu amadurecimento pessoal.  

A forma em que Charlie enxerga o mundo e as situações a sua volta, aparentemente simples, porém analisando-as são de uma singular complexidade nos fazem repensar sobre as coisas ao nosso redor. A maneira com que ele encara suas experiências de uma forma tão profunda que é extremamente emocionante.

Com o passar da leitura observamos o protagonista que era alguém incompreendido por todos, até mesmo por sua família. Taxado por todos como “estranho” e ”diferente”.  Uma das minhas partes favoritas no livro é quando o seu professor Bill diz o quanto Charlie e inteligente e especial, reconhecendo a singularidade e o valor do personagem do personagem.

O autor aborda temas como, gravidez na adolescência, drogas, homossexualidade, violência, depressão, pedofilia, porém a forma com que ele retrata cada situação vale cada minuto de reflexão.

Por fim temos a sensação de fazer parte da história de Charlie, cada nova experiência, reflexão, sensação, sentimento e como se estivéssemos vivenciando tudo aquilo, então leiam “As vantagens de ser invisível” e se sintam infinitos.




Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens