25/07/2017

Resenha: Os Monólogos da Vagina - Eve Ensler




   Olá pessoal hoje é dia do escritor e nada mais justo do que comemorar este dia com um livro reflexivo e até muitas vezes divertido como Os Monólogos da Vagina. Espero que gostem desta resenha.

" Eu estava preocupada com a questão das vaginas, preocupada com o que pensamos a respeito delas, e, mais ainda, com o fato de que não pensamos nela(...) Foi então que decidi conversar com as mulheres sobre suas vaginas, ou melhor, fazer entrevistas sobre vaginas, as quais acabaram tornando-se "Os Monólogos da Vagina" Dessa conversas participaram mulheres idosas, jovens, casadas, solteiras, lésbicas, professoras (...) No início elas se mostravam relutantes em conversar sobe o assunto Sentiam-se um pouco tímidas, mas depois que davam o primeiro passo , não havia como pará-las"

   O título deste livro por si só é intrigante, suscita a curiosidade e uma pergunta paira no ar: " - vagina fala?!?. " Folheando as páginas sem compromisso algum, a gente vai descobrindo um universo novo sobre a assunto. A vagina passa de algo esquecido para um ser vivo que pensa, sonha e não se trata mais de desejos e sim um universo intricado de considerações e análise sobre o assunto. O que mais impressiona que se trata de um livro que foi escrito através das entrevistas com mulheres em vária faixas de idades e todas as respostas dadas pelas entrevistadas nos encantam.

   O livro é recheado de entrevistas que são como pérolas aos nossos olhos, com uma pitada de humor inteligente:


  "(...) se sua vagina vestisse, o que usaria?
   Uma jaqueta de couro. Meias de seda. Mink. Um smoking                  masculino. Alguma coisa bem justa. Esmeraldas."
  
   Ou na inocência e sabedoria de uma criança:

"(...) Perguntei a uma menina de 6 anos.
O que há de tão especial em sua vagina?
- De alguma forma, bem lá no fundo, eu sei que ela tem um cérebro muito sabido"




   Assuntos como: pelos, orgasmo, menstruação e todo universo relacionado a vagina são tratados de maneira genial e envolvente.

   Há momentos que rimos da forma com que as entrevistadas respondem nos colocamos não mais como meros leitores, mas sim como estivéssemos relembrando de nossas primeiras experiências, surpresas e temores.

   Em "Monólogos da Vagina" nos sentimos iguais a outras mulheres e ao mesmo tempo individuais e únicas, e é esta forma delicada e simples que a autora nos presenteia, que nos leva a querer folhear as páginas seguintes, porque nos identificamos e não nos sentimos como estranhas. 

   Eve Ensler em seu livro "Os monólogos da Vagina" escreve de forma leve e com muito humor. Este é um livro  excitante, engraçado, corajoso e profundo. Deveria ser lido por todos, mulheres e homens.
   Eu recomendo.


Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens