13/03/2017

Resenha: Tudo ou Nada - Jim e Rachel Britts

Está resenha será diferente de todas as outra já que para não ser um enorme spoiler decidir escrever das minhas impressões sobre a série e um pouco sobre o livro. Em Tudo ou Nada temos o terceiro livro da série Para salvar uma vida. Tenho que confessar que essa série foi muito difícil de ler, pois não consegui ficar presa nela nem por um decreto, a história de maneira geral tem um tema interessante que os caminhos que tenhamos que segui para trilhar o caminho de Deus e que nem sempre serão um mar de rosas.

Mas a parti do meio do segundo livro comecei a desgostar do Jake que me apaixonei no filme do primeiro livro, o garoto solidário e fiel a Deus se tornou um garoto egoísta, mimado e fútil. Esqueceu dos amigos, da família por ser um fraco. Acredito que o caráter da pessoa não muda da água pró vinho tão rápido. Já a Amy fiquei extremamente orgulhosa pela superação é o amadurecimento, senti uma veracidade maior na personagem dela do que na do Jake.
Agora o lindo jogado de basquete que se intrometer na vida maravilhosa que Amy criou e lutou sem ele, para reconquista - lá, pense em um personagem confuso.

Além disso os dois estão voltando para casa e se encontrarem, apesar de Jake está indo porque a mãe pagou para ele voltar. Realmente a construção desse personagem me incomodou, mas o livro se foca em tantos detalhes que esquece que para se passar uma ideia, basta ser focada na essência dá história.
O final achei óbvio e me passou a ideia de reciprocidade e reafirmou que as pessoas podem mudar se assim desejarem.
Gostei do livro apesar de ser desafiador, até me despertou a curiosidade de ler outros romances cristãos, já que tinha uma ressalva de ficar imaginando que seria maçante e que o tempo todo seria uma pregação o livro todo. Ainda bem que não foi assim, a leitura me incentivou a fortalecer os valores de solidariedade, fé, perdão, redenção e compaixão,
Que tal lermos mais livro que nos incentivem a ser melhor, com os erros e acertos dos seus personagens? Porque com certeza quero ser mais Amy do que Jake ao longo da série.


Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens