13/02/2017

Resenha - Muito amor, por favor


   Acho dificil o amor do leitor por esse livro já não começar a partir da capa. Particulamente fiquei encantado, em um estilo de amor a primeira vista, assim que encontrei nas livrarias.
   A Editora Sextante juntou um quarteto de autores e decidiu falar de amor, o amor dividido em quatro elementos (água, ar, fogo e terra), assim dividindo também os autores para cada um dos elementos.

   Nas primeiras páginas, os textos do Ique Carvalho falam do amor fogo, aquele que queima e algumas vezes deixa feridas, mas que também pode aquecer um coração gelado e trazer para o aconchego.
   Foi os primeiros textos do Ique que li, mesmo tendo conhecendo dos anteriores, que pretendo ler após ter descobrir a intensidade dos seus textos.

   O amor terra é aquele que floresce, cresce, mas que algumas vezes e apressado.
   Como o elemento terra, Matheus Rocha traz mais uma vez aquela sensação gostosa ao leitor de está em uma conversa com o autor.


   O amor água, representado pelo autor Arthur Aguiar, fala sobre um amor da forma líquida, que nos inunda e escapa algumas vezes pelo nossos dedos.
   Fiquei bastante surpreso com o Arthur, já conhecia seu trabalho como ator, porém não sabia desse seu lado escritor que acabou me ganhando como leitor.

   Encerrando o livro Frederico Elboni traz o elemento Ar. O amor leve como o ar, calmo, refrescante, mas que em alguns momentos pode se tornar um completo ventaval de emoções e sentimentos. Conheço o Frederico através do seu blog, e sempre que tenho um tempo dou um pulo pra ler os seus textos e acompanhar o site.
Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens