22/02/2017

Resenha: A Garota No Gelo - Robert Bryndza

 
 
Começo essa resenha confessando que não sou muito fã de thriller policial, mas isso mudou após ler esse livro. O único escritor do gênero que tinha lido até o momento era o autor Harlan Coben, que acabou deixando de ser o único autor de thriller policial na minha vida, após eu conhecer Robert Bryndza.


Garota no gelo conta a história da detetive Erika Foster, que após ficar afastada por meses, volta ao trabalho com a função de solucionar o assassinato da socialite Andrea Douglas-Brown, que foi encontra morta em um lago congelado. Agora Erika tem que solucionar um caso de assassinato, cheio de complicações, mistérios e possíveis assassinos.

Manter a leitura desse livro foi bem dolorosa, a cada página que terminava eu tinha a vontade de pular para o último capítulo e descobrir logo quem foi o verdadeiro culpado do assassinato de Andrea.
O início da leitura é bem tranquilo, você já se envolve com a história a partir do prólogo, que se inicia com um assassinato. Conforme a leitura vai fluindo, a curiosidade e angustia aumentam gradativamente com o surgimento de novas pistas e depoimentos colhidos pela detetive Foster.e E você acaba sentindo como se estivesse no lugar da personagem.

Fora todo o mistério envolvendo a história, a criação dos personagens foi excelente. A detetive se mostra uma mulher forte e confiante durante toda a trama, mesmo que em alguns momentos por impulso, ela cometa alguns delizes que faz com que o leitor fique irado.Os agentes Moss e Peterson, também são dois personagens que fazem você ter um certo tipo de apego.

Entretanto, A garota no gelo entrou para a minha lista de livros favoritos de 2017. A história e tão envolvente que te prende já nas primeiras páginas e quando você percebe já está nos últimos capítulos.
Fiquei bem feliz em saber que a Editora Gutemberg irá lançar os outros livros do Robert, que já estou louco para ler.

Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens