01/11/2016

Texto: Trás de volta meu céu azul

 

Sentei em frente ao computador. A página permaneceu aberta por minutos e eu não sabia com o que iria preencher todo aquele espaço em branco. Pensei em falar sobre você, pensei em falar sobre como sinto sua falta, sobre como queria que a vida fosse de uma forma diferente...Mas descobri que tudo isso seria escrito em vão.
   Somos limitados! Queria que fosse diferente, Deus sabe como eu queria, mas como mudar uma coisa que não vejo saída?
   Queria ainda acreditar naquele pequeno feixe de luz no fim do túnel, mas em alguns momentos sou obrigado a abrir mão de toda a força que tenho dentro de mim, e acreditar que aquela pequena luz se apagou faz tempo e tudo se tornou uma perfeita ilusão.
   Ultimamente olho para cima e vejo tudo cinza, como se as possibilidade do sol surgir sejam nulas, mas ainda acredito que ele esteja lá, pronto para sorrir e trazer junto com ele as nuvens alvas em um céu azul celeste.
   Eu não desejava tomar nota deste sentimento, mas as palavras que não consigo pronunciar para ninguém parece que tomam conta dos meus dedos em um digitar incessante de pequenas verdades enterradas no meu peito.
Mesmo que estas linhas cheguem até você, duvido que acredite em mim. Este seu coração machucado esta cego para lê-las e senti-las.
Eu só posso me consola com os pequenos momentos compartilhados, tão poucos que parecem fragmentos de sonhos em que quanto mais se deseja que seja real, mais curto ele se torna.
Você podia me permitir está ai agora para cura todas essa cicatrizes de antigos amores.
A cura está ao seu alcance todo esse tempo e você não me ver...
Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens