14/10/2016

Resenha: As cores da vida - Kristin Hannah



Título Original:  True Colors
Título Traduzido: As cores da vida
Autor: Kristin Hannah 
Traduzido por:  Flávia Souto Maior
Editora: Arqueiro
Gênero: Drama Familiar,Romance
Páginas: 352 Páginas

Sinopse: Uma arrebatadora história sobre irmãs, rivalidade, perdão e, em última análise, o que significa ser uma família. As irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe cedo e foram criadas por um pai frio e distante. Por isso, o amor que elas conhecem vem do laço que criaram entre si. Embora tenham personalidades bastante diferentes, na verdade são inseparáveis. Winona, a mais velha e porto seguro das irmãs, nunca se sentiu em casa no rancho da família e sabe que não tem as qualidades que o pai valoriza. Mas, sendo a melhor advogada da cidade, ela está determinada a lhe provar seu valor. Aurora, a irmã do meio, é a pacificadora. Ela acalma as tensões familiares e se desdobra pela felicidade de todos – ainda que esconda os próprios problemas. E Vivi Ann é a estrela entre as três. Linda e sonhadora, tem o coração grande e indomável e é adorada por todos. Parece que em sua vida tudo dá certo. Até que um forasteiro chega à cidade... Então tudo muda. De uma hora para a outra, a lealdade que as irmãs sempre deram por certa é posta à prova. E quando segredos dolorosos são revelados e um crime abala a cidade, elas se veem em lados opostos da mesma verdade.

As cores da vida é aquele livro que você se apaixona no primeiro capitulo e demonstra o quanto o amor familiar pode ser complexo.
Fui cativada por essa sinopse e fiquei me perguntando o se as cores da vida se referia as nuances das relações das irmãs. Após a conclusão da leitura descobrir que o titulo brasileiro não faz jus a esse maravilhoso livro. Eu sofri , chorei, senti saudade e raiva com cada uma dessas lindas personagens principais, não consegui ser imparcial quando elas brigavam ou quando discordavam de algo.
É difícil falar desse livro sem contar como me sentir em lê-lo, porque livro marcante é aquele que te toca profundamente e esse sem sombra de dúvida me marcou, ele não é aquele tipo romance que tem um mocinho e um bad boy ou um vilão. Neste livro você encontra personagens que tem que fazer escolhas e lidar com suas consequências, que as vezes são egoístas, mais ainda sim são pessoas maravilhosas. Que todos acham que tem tudo, nem sempre tem o que deseja.


  Um livro inspirador que demonstra nitidamente a importância da família nos momentos de dor e também nas alegrias e que perdoar é um ato de amor.
Este livro tem três narradores, Vivi, Ann e Winona são as principais e narram a maior parte da história e depois tem tem o filho de Vivi Ann que começa a narrar a história na segunda parte do livro. 
  O enredo acompanha a vida dessas família durante aproximadamente uns 30 anos. O que dá tempo de acontece muitas mudanças na vida dos personagens.Você ira acompanhar diversas competições no rancho, aulas de montaria, cavalos, datas comemorativas, vizinha fofoqueira, amor platônico de infância , índios gatos e tatuados, brigas de bar e beijos roubados. Resumindo: muitas emoções!!!
 Para finalizar essa resenha sentimental, só tenho uma recomendação um aviso a dar caro leitor depois que as irmãs jogarem o laço em vocês, vai ser difícil de sair sem terminar esse livro cheio de cores.
Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens