09/09/2016

Resenha: No meio do caminho tinha um amor - Matheus Rocha


Título: No meio do caminho tinha um amor
Autor: Matheus Rocha
Editora: Sextante
Gênero: Não - Ficção
Páginas: 176 páginas
Sinopse: Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. 

Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo.

Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

 
  
  Este livro nos inspira com frases fortes e diversas comparações inteligentes do nosso cotidiano.
  O autor Matheus Rocha criou um livro que conversa e interage com você leitor em cada trecho, não importando a fase da vida ou relacionamento que se encontra ou algum tipo de relacionamento que você tenha vivido.
  E como se você está na mesa de um restaurante conversando com o seu amigo mais fiel, e ele estivesse te confidenciando os seus sentimentos.Com o desenrolar da conversa, você vai descobrindo como o seu amigo está se sentindo, e de alguma forma sentindo junto com ele todos os seus sentimentos.A medida que você avança com a leitura, percebe como cada sentimento é descrito de forma simples, tocante e vibrante.
  No meio do caminho tinha um amor, é um livro que demonstra todos os estágios de um relacionamento amoroso, de trás para frente, desde das coisas mais simples até os pensamentos mais profundos.Apesar de ser inusitado, nada está fora do lugar ou mal representado.
  Haverá capítulos que se sentirá o eu lírico, e será tocado internamente com as emoções descritas.
  O autor migra entre um desabafo transcritoe e em outros como mortivador.
  As ilustrações presentes no livro, com cores alegres e bem estruturadas, somam ao livro uma delicadeza que mais se parece como a música Bossa Nova, que seria inevitável não se apaixonar, seja pelos desenhos ou frases contidas em cada um, que se enlaçam perfeitamente em cada capítulo.
  E uma terapia todo dia ler pelo menos dois capítulos, pois sua estrutura lembra muito a um livro de crônicas.
  Eu recomendo que você convide este livro para um café e coloque o papo em dia com o seu 'eu' interior, saboreando cada linha, cada frase e trecho desse livro que significa um encontro mágico e revelador consigo mesmo(a).

Beijos e até a próxima
  


Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens