06/08/2016

#BEDA 06 - RESENHA APENAS UM GAROTO - BILL KONIGSBERG


Título Original: Openly Straight
Título Traduzido: Apenas um garoto
Autor: Bill Konigsberg
Traduzido por: Rachel Agavino

Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção - Romance
Páginas: 253 páginas
Sinopse: 
Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa.

  Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco.
  O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.


  Sou um leitor assíduo de livros com a temática LGBT, e normalmente quando eu pego um livro com essa temática para ler, sempre encontro um personagem que ainda esta se descobrindo sexualmente e que acaba passando por todo o processo de aceitação tanto sexualmente, como metalmente falando, isso que acaba tornando 'Apenas um garoto' um livro diferente.
  Rafe é um garoto que já tem a sua sexualidade e pensamentos bem definidos em relação as suas escolhas, e que tem pais que o apoiam, o que muitas vezes acaba não acontecendo em alguns casos.
  A mudança de Rafe se torna algo interessante de ser explorado através da leitura, porque mesmo um jovem com a sua sexualidade aceita, pensamentos definidos e tendo uma familia que apoia suas decisões, tem os seus problemas.
  Um tema bastante abordado na maioria dos capítulos durante a leitura, e que acaba se tornando um caso a ser pensando, é como a sociedade em si tem como quase uma obrigação, rotular o ser humano, independente da sua cor, sexualidade, etc...É isso faz com que você se próprio análise, até porque em algum momento você mesmo pode ter se rotulado de alguma forma.
  A escrita do autor Bill Konigsberg e de uma leveza tamanha, que se você não perceber, talvez termine o livro em um único dia.
  Apenas um garoto é um livro que faz você enxergar, se caso você não faça parte, um pouco do que se passa na cabeça de um menino gay, que como qualquer outro pessoa e normal, e não tem nada de diferente. Mas tudo abordado de uma forma leve e que em alguns momentos irá te arrancar boas risadas.
  Espero ainda poder ler algo mais sobre o Rafe, até porque talvez eu tenha ganhado um confidente literário, durante a leitura.

Beijos e até a próxima!
Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens