01/07/2016

Em Julho estava apaixonado


   Já se passaram dias, meses, mas nunca vou me esquecer daquele dia.
   Dizem que momentos importantes ficam guardados para sempre em nossas memórias, então aquele nove de abril sempre ficará guardado na minha.
   Era uma sexta, como qualquer outra na cidade do Rio de Janeiro, mais um final de semana aonde eu não esperava nada de novo.
   O tempo naquele dia passou tão devagar, que pareceu que nunca iria ter fim.
   Finalmente quando a noite chegou a minha única preocupação era me arrumar e tentar curtir a noite carioca.


   Um lugar no meio da praça Tiradentes, era o meu destino, que naquele dia se tornaria incerto.
   Já se passava das três da madrugada, aquele lugar escuro, com a música alta e várias pessoas ao meu redor dançando como se fosse a última noite de suas vidas.Achei aquilo tão interessante, até porque deveríamos viver cada segundo como se fosse o último, pois mesmo que não fosse o último, a emoção, essa sim era a única.

   Bastou um olhar, acho que isso foi a chave para tudo, não sei explicar, mas aquela pessoa no canto daquela parede foi a única que me chamou atenção. Me perguntei o que você tinha de diferente, só parecia mais uma pessoa no meio de toda aquela gente embriagada, que estava um pouco entediada.
   A vontade de falar com você foi grande, mas o medo e a vergonha falaram mais alto naquele momento. Pensei em deixar tudo para lá, mas não conseguia parar de olhar para você, talvez eu tivesse hipnotizado naquele momento.

   A relutância era tão grande, que naquele momento começou dentro de mim uma guerra entre o meu desejo e a minha vergonha.
   Hoje agradeço pelo desejo dentro de mim ter ganhado essa batalha, pois talvez eu não tivesse a oportunidade de ter sentindo o toque dos seus lábios, aquele friozinho na barriga do primeiro encontro que se sucedeu depois daquele dia. E até mesmo de todas as coisas que você me fez sentir depois daquele nove de abril.

   Ainda me lembro da primeira vez que acordamos juntos, e daquela manhã de sábado aonde velei seu sono, e o seu cheiro que ficou no meu casaco favorito.
   Relembrar tudo isso me faz tão bem, o quentinho na minha alma, a paz que essas memórias me trazem, me fazem perceber que em Julho já estava apaixonado.
Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens