06/04/2016

P.S. O Quase Sobrevivente Do Mau Amor


  O pior é que eu ainda te amo!
  Se eu te dissesse que já não te amo mais estaria mentindo para mim mesmo, você ainda vive dentro de mim, mesmo longe do seu espírito, aquele que eu eternizei, ainda se faz presente.
  Se eu dissesse que não sinto saudades dos seus beijos estaria mentindo para mim mesmo, porque se eu fechar os olhos e respirar bem fundo, por um segundo, apenas uma fração de segundo, consigo lembrar do jeito que era, do gosto e da intensidade.
  Se eu dissesse que não sinto falta dos teus abraços estaria mentindo para mim mesmo, pois neles eram o lugar que mais gostava de habitar. Sentir o calor daquele singelo carinho e poder por alguns minutos, se sentir protegido como se nada no mundo pudesse me atingir.


  Se eu dissesse que não estou conseguindo viver sem você estaria mentindo para mim mesmo, pois descobri que mesmo com todas as batalhas diárias que enfrento comigo mesmo, dentro de mim existe uma força que pode se dizer sobrenatural que foi capaz de sobreviver a todas as dores que senti.
  Se eu dissesse que um dia não conseguirei deixar tudo para trás estaria mentindo para mim mesmo, pois sei que tudo nessa vida é passageiro, as pessoas são passageiras, os sentimentos também...Sei que algum dia nessa história louca que é a vida, você ficará guardado com muito carinho, como o personagem que me fez ver que existe um mundo além do imaginável, que me fez sentir o amor pela primeira vez, que me mostrou que as pessoas nem sempre são do jeito que pensamos, e que todos podemos nos tornar participantes não ativos da vida de cada uma.

P.S. O Quase Sobrevivente Do Mau Amor.


Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens