20/02/2015

Resenha - Cinquenta Tons De Cinza


Titulo Original: Fifth Shades of Grey
Titulo Traduzido: Cinquenta tons de cinza
Autora: E L James
Traduzido por: Adalgisa Campos
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance erótico
Páginas: 480
Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos.
   Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos...


   Como toda literatura erótica tem que ter seu diferencial das outras, cinqüenta tons na fica muito atrás no quesito diferencial.Na história conhecemos duas pessoas de mundos completamentes diferentes,que no final acabam tendo algo em comum que é a atração física que sentem um pelo outro e também a paixão que acabam despertando.

— Eu gosto de tê-la aqui - Ele me diz.
— É tarde.
— Você esta mordendo o lábio. - Ele me diz com a voz rouca.
— Desculpe.
— Não se desculpe. É que eu também quero morde-lo, forte.”

   Anastácia é apenas uma estudante de literatura que mal sabe que com um pequeno gesto de ajuda a sua amiga e companheira de quarto,irá conhecer o homem que fará seu mundo virar de cabeça para baixo e fazer lá experimentar coisas de um mundo completamente novo.Christian por outro lado e um homem milionário, bem sucedido, bonito,atraente e sedutor.Que acaba se encantando com a simplicidade da jovem,o que torna um desejo de poder toma lá para si.
   A narrativa da história e bem interessante,até porque se passa em primeira pessoa,então quem nos conta a história e Anastácia que acaba em certas partes divertindo o leitor com a sua confusões em relação ao seu amor por Christian e também de sua deusa interior.

Será que Christian tem medo do que sente por mim? Será que chega a sentir algo por mim? Ele parece muito interessado, diz que sou dele, mas isso simplesmente faz parte daquele seu eu Dominador maníaco por controle que precisa ter tudo que deseja, com certeza.”

   A maioria do público recrimina um pouco a trilogia,pois a história foi um pouco baseada em uma fanfic da saga de Crepúsculo e também por alguns acharem que a historia chega a ser um pouco machista.
Postar um comentário

Mais visitadas

Obrigada pela visita volte sempre!

Outras Postagens